PSB já admite: Coelho no PT contra aliado de Eduardo em 2014

Fernando Bezerra Coelho fora do PSB, e dentro do PT disputando o governo de Pernambuco contra o candidato de Eduardo Campos. Este quadro já é dado como certo por muitos integrantes da cúpula do partido do próprio Eduardo, presidente nacional dos socialistas, que já veem como certa a saída de Bezerra Coelho (Integração Nacional) do partido. Coelho vem sendo assediado pelo PT, com aval do governo Dilma, em uma estratégia para enfraquecer Eduardo Campos (PSB), potencial candidato ao Planalto em 2014. Procurado, o ministro não quis se manifestar sobre o assunto.
Pelos planos do governo, o ministro ficaria na pasta da Integração até março e sairia candidato ao governo de Pernambuco pelo PT. O outro ministro do PSB, Leônidas Cristino (Portos), é afilhado dos irmãos Cid e Ciro Gomes, defensores convictos do apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff. Dessa forma, o governo ficaria com os dissidentes e, na prática, seria o Planalto quem abandonaria Campos, e não o contrário.

DESCONFORTO

A situação tem causado desconforto ao ministro da Integração. Ele deu várias declarações defendendo a continuidade da aliança entre PT e PSB, mas já foi informado de que essa hipótese é remota. O dilema de Bezerra é escolher entre duas hipóteses: ter ao seu lado Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ou o governador de seu Estado.

O ministro tem ouvido de aliados que, por mais forte que seja um apoio prometido pelas lideranças petistas, uma migração poderia colar nele a imagem de ‘traidor’ e criar dificuldades para uma disputa contra um candidato de Campos.(Com informações de O Estado de S.Paulo

Deixe uma resposta