Promotores do MPPE reajustam pagamentos do judiciário estadual, salários podem chegar até R$ 35,48 mil

A primeira resolução do Ministério Público de Pernambuco no ano de 2019 (resolução 001/2019), assinada pelo procurador-geral do MPPE, Francisco Dirceu Barros teve diversas críticas ao ser postada nos veículos de comunicação da instituição judicial do estado. Isso porque, promotores do Ministério Público de Pernambuco terão reajuste de 16,38% repassados aos seus vencimentos. O cargo máximo da instituição deixa de ganhar R$ 30,47 mil e passa a receber R$ 35,46 mil ao mês (R$ 425,52 mil ao ano).

Já os demais membros, que estão em hierarquias de 1ª, 2ª e 3ª entrância, terão salários que vão de R$ 30,40 mil a R$ 33,68 mil. Como a média salarial deles será de R$ 32 mil entre os promotores, o benefício salarial deve totalizar, em conjunto, R$ 14,4 milhões ao mês, aproximadamente.

A decisão de reajustar os vencimentos se deu nos mesmos moldes dos ministros do Supremo Tribunal Federal. A resolução 001/2019 foi assinada por Francisco Dirceu Barros, escolhido para representar a instituição a partir deste ano.

 

AF News/Rômulo/Diário de Pernambuco/Foto: JC Online.