Polícia de Pernambuco investiga estupro de criança de 13 anos que desapareceu de casa

A Polícia Civil começou a investigar um caso de estupro de vulnerável que passou duas semanas desaparecido, no Grande Recife. O garoto foi encontrado na última segunda-feira (11), na casa de um homem que é suspeito de manter relações sexuais com o garoto. Além desse crime, um celular foi encontrado na casa contendo vídeos e fotos de relações sexuais entre crianças, enquadrando o acusado em crime de pedofilia e pornografia infantil.

“Há indícios de estupro de vulnerável e vamos analisar esse celular, que teria cenas de sexo com menores, configurando crime de pornografia infantil”, comentou o delegado Ademir de Oliveira, do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA).

Mesmo com indícios que foi o garoto que fugiu de casa por conta própria, o código penal brasileiro enquadra relações sexuais entre menores de 14 anos com maiores de idade como estupro de vulnerável.


Redação do AF Newss/Rômulo/Foto: Ilustração.