PIB de Pernambuco cresce 1,9% no primeiro trimestre de 2018

O Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco entre os meses de janeiro e março de 2018 foi de R$ 45,1 bilhões, o que demonstra um crescimento de 1,9% em relação ao mesmo período de 2017, segundo o governo estadual. O PIB nacional, durante os três primeiros meses do ano, teve aumento de 1,2%.

O desempenho do PIB foi divulgado nesta terça-feira (12), pela Agência Estadual de Planejamento e Pesquisa (Condepe/Fidem), vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão de Pernambuco (Seplag).

No primeiro trimestre de 2016, o PIB no estado teve variação negativa de 9,6%, chegando a 39 bilhões. De acordo com as estatísticas divulgadas pela Condepe/Fidem, o aumento do PIB do estado é decorrente do desempenho de setores como a agropecuária, que teve crescimento de 12,1%; indústria, com 0,9% e o setor de serviços, que teve incremento de 1,4%.

Variação do PIB Trimestral em Pernambuco
Valores do primeiro trimestre de cada ano
Fonte: Agência Condepe/Fidem e IBGE

Segundo a agência, os resultados positivos na agricultura foram obtidos a partir do incremento de 18,7% apresentado na produção das lavouras temporárias, responsáveis pela produção de milho, mandioca, feijão, abacaxi e tomate.

As lavouras permanentes registraram um crescimento de 6,4%, destacando-se os aumentos na produção de banana, café e maracujá. A pecuária teve 0,5% de acréscimo, com aumento na produção de ovos.

No caso da indústria, o crescimento é explicado pelo desempenho positivo nos setores da indústria de transformação, com 1,3% positivo e da estabilidade na construção civil, com 0,4% positivo.

Dados sobre o PIB de Pernambuco foram apresentados em reunião na Agência Estadual de Planejamento e Pesquisa (Condepe/Fidem) (Foto: Reprodução/TV Globo)

Já no setor de serviços, as atividades de intermediação financeira, seguros, previdência complementar e serviços relacionados apresentou variação positiva de 6,8%, enquanto as atividades imobiliárias e aluguéis tiveram acréscimo de 2,9%.

De acordo com o presidente da Condepe/Fidem, Bruno Lisboa, os números mostram uma retomada no crescimento da economia do estado, mas ainda não podem ser vistos como ideais.

“Nós tivemos um período de muita crise e esses números mostram uma retomada do crescimento. Daqui que chegássemos aos momentos que tínhamos anos atrás, tem um período. O que mostra é que Pernambuco, com todo esse processo de dificuldade econômica no país, está crescendo mais que o Brasil e sendo a ponta de lança da economia do Nordeste. Esses números não são os que nós queríamos, porque há essa retração na economia, mas são números importantes”, explicou.

G1 Petrolina/Foto:Divulgação