Pastor é preso suspeito de abusar de menina de onze anos

Um pastor foi preso nesta quarta-feira (3), em Luziânia, suspeito de estuprar uma garota de 11 anos e assediar outra de 12. Segundo investigações da Polícia Civil,por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), o homem de 77 anos morava no mesmo condomínio residencial das meninas.

De acordo com o delegado Maurício Passerini, o pastor, que não teve a identidade divulgada, atraiu a menina de onze anos para sua residência oferecendo doces e frutas. Após conquistar a confiança da garota, o homem abusou sexualmente da mesma.

Em relatos para o delegado, a menina informou que os abusos eram frequentes, mas não foi possível confirmar quando começaram. O último abuso teria sido por volta de dezembro de 2017, conforme informações da Polícia Civil.

Contudo, os abusos só foram descobertos quando a outra menina, de 12 anos, que também vivia no condomínio do suspeito foi assediada pelo mesmo. “A garota contou para o padrasto que o pastor tinha tentado passar a mão em suas nádegas. O padrasto ficou desconfiado e começou a observar as atitudes do pastor”, conta o delegado.

No dia 13 de dezembro de 2017, o padastro presenciou a menina de 11 anos saindo do interior da residência do pastor. A família da outra menina, então, procurou a DPCA de Luziânia e relatou o ocorrido, iniciando assim as investigações.

O mandado de prisão foi expedido em 22 de dezembro de 2017 e os agentes da Polícia Civil tentaram diversas vezes cumprir a ordem judicial. No entanto, o suspeito não foi encontrado, tendo alegado mais tarde que mudou de cidade e estava vivendo em Planaltina, no Distrito Federal.

Segundo a Polícia Civil, o pastor foi encontrado na casa de seu filho, também em Luziânia. Ao ser preso, o suspeito negou ter cometido o crime. O homem responde por estupro de vulnerável e importunação ofensiva ao pudor. (Por “E mais Goias”)

Deixe uma resposta