Deputada Socorro Pimentel destinará recursos para Casa do Estudante de Pernambuco

A deputada Socorro Pimentel (PSL) declarou, nesta quinta (11), que reservará R$ 200 mil do Orçamento do Estado em 2017, por meio de emenda parlamentar, para a construção do alojamento feminino da Casa do Estudante de Pernambuco (CEP), no Derby, Região Central do Recife. O anúncio foi feito durante Grande Expediente Especial, na Assembleia Legislativa, realizado por solicitação da parlamentar, em comemoração aos 85 anos da entidade.
“Em nome dos sócios da Casa do Estudante, agradeço pela iniciativa”, disse o presidente da instituição, Mário Rocha, que afirmou ser esse “um sonho antigo” dos parceiros da entidade. Segundo Rocha, o projeto existe há oito anos e nunca foi executado por falta de recursos para reformar o prédio anexo à CEP, doado pela União em 2013. A obra está estimada em R$ 450 mil, e, quando concluída, deverá abrigar 50 mulheres vindas do Interior para estudar na capital. Pela inexistência de acomodações, atualmente 92 alunas fazem apenas as refeições na Casa, além de contarem com assistência odontológica e estudantil.
Uma delas é Anne Carolina da Silva, que cursa Direito na Universidade Federal de Pernambuco e que chamou a atenção para a importância do apoio prestado pela CEP. “Como mulher e sertaneja não podia deixar de lembrar que, mais do que eu, que já tenho a oportunidade de estar na universidade, outras precisam ainda mais da Casa do Estudante”, alertou. “Muitas sequer realizam o sonho de estudar, por falta de oportunidades. Queremos mais espaço”, afirmou.
Para garantir os recursos da reforma, Socorro Pimentel prometeu apresentar emenda ao Projeto da Lei Orçamentária Anual de 2017 – cuja tramitação na Assembleia Legislativa se inicia no próximo mês de outubro. Durante a apreciação do Orçamento na Casa, cada deputado pode destinar, ao seu critério, até R$ 1,4 milhões para ações de áreas como saúde, educação e segurança pública. “Esta é uma tentativa de suprir uma dívida de 85 anos do Estado com as mulheres do Interior”, observou a parlamentar.

Assessoria de Imprensa

O que precisamos em Araripina não são figurões mandando apenas pelos seus interesses, o que precisamos é de comando para voltarmos a sonhar de novo

Em 2014 o ex-governador Eduardo Campos (morto em um acidente aéreo em agosto de 2014) veio a Araripina para abrilhantar a campanha da primeira dama a deputada estadual e seria mais um nome que ele queria enfiar de goela abaixo no povo de Araripina, assim como fez com o atual prefeito Alexandre Arraes (PSB), que em 2012 nos impôs o seu nome para “administrar” a nossa terra. Deu no que deu.

O Governador Paulo Câmara (PSB) mesmo sabendo do desastre administrativo que tem sido a gestão Arraes em Araripina, tenta fazer ou manter a mesma estratégia num jogo político de interesses escusos e tem muita gente acreditando em contos de fadas, em novidades tramadas e arquitetadas em um plano mais alto e sem nenhum interesse para o nosso povo. Como em terra de cego quem tem um olho é rei, parece que muitas vezes comprovamos que as informações políticas e as nossas decisões que podem ser tomadas por pessoas que entendem e sabem da nossa realidade, deixamos nas mãos de quem tão pouco tem se importado para o flagelo aplicado a este pedaço do sertão do Estado.

Na quarta-feira (10) Campos completaria 51 anos e como no dia da sua fatídica morte que os noticiários encheram as bancas de revistas, as redes sociais, principalmente glamourizando o seu nome, o dia não foi de notícias muito agradáveis para a família em Pernambuco. As manchetes principais confirmavam que a PF concluiu o inquérito 4005 do Supremo Tribunal Federal (SRF), afirmam que o ex-governador foi um dos beneficiários da Operação Lava-Jato, apontando que a sua campanha à reeleição, em 2010, recebeu R$ 20 milhões ilegalmente.

Os portais de notícias do Estado também apontam foco de racha na base aliada (Frente Popular) do Governo Paulo Câmara principalmente em cidades de grandes colégios eleitorais, a exemplo de, Recife, Jaboatão dos Guararapes e Petrolina. E o próprio Tribunal de Contas do Estado que se manteve na retaguarda nas gestões de Campos, alfineta o partido dizendo que é preciso se pensar em um modelo novo de gestão para Pernambuco, deixando óbvio, os atropelos na saúde, educação e principalmente segurança pública que parece ter enterrado o Pacto pela Vida.

Em Araripina assim como o Estado todo que Campos tanto conduziu com mãos de ferro e atropelava qualquer um que passasse em sua frente, ainda tem o resquício da política sórdida socialista e, mesmo que os nossos cidadãos abram os olhos para enxergar o que obrigatoriamente precisamos mudar e transformar, a senzala, o tronco, e outras representações do nosso servilismo a esse modelo que precisamos extirpar, ainda permanece no controle. Pelo menos até o fim de 2018.

Enquanto isso, muita coisa pode mudar começando aqui desse pedacinho de chão tórrido. E quem sabe a esperança não renasça agora em 2016.

Que seja Tião do Gesso, Aluízio Coelho ou Raimundo Pimentel, a decisão de quem é o melhor para nossa Araripina tem que partir do povo, e não da força de quem acredita que pode mandar na vontade das pessoas. Somos livres, portanto, temos plenas condições de entender e discernir que o povo é soberano para tomar sua própria decisão.

O que precisamos em Araripina não são figurões mandando apenas pelos seus interesses, o que precisamos é de comando para voltarmos a ser de novo a Princesa do Sertão.

10556364_801832126515730_9159071753700084647_n

10949742_10202938325253855_907276434801787072_n

11070843_919362814770130_3158165245958631843_n Fotos – Fabiano Alencar

Eliane Soares e Ricardo Ramos são “Ficha Limpa” e podem concorrer às eleições

O Supremo Tribunal Federal acaba de julgar o Recurso Extraordinário 848826 e decide que compete somente a câmara municipal julgar contas de Prefeito. Sejam contas de gestão, quando o Prefeito atua ordenador de despesas, sejam contas de governo onde age como mandatário. Assim auditorias não são suficientes para levarem Prefeitos para a ficha suja, de modo que os candidatos Ricardo Ramos e Eliane Soares são fichas limpas à partir desse novo entendimento da justiça brasileira.
Eliane Soares e Ricardo Ramos tiveram as contas de suas gestões aprovadas pelo Legislativo Municipal de seus respectivos municípios, e portanto passam a ser automaticamente “Ficha Limpa”, podendo concorrer como candidatos a prefeito.

Da Redação: Charles Araujo
Fonte: Dr Leandro Benício

Fotografar vítimas mortas em acidentes de trânsito é crime e você pode ir preso

Você sabia que fotografar vítimas mortas em acidentes, homicídios ou até mesmo pessoas feridas é crime. Diversas pessoas se manifestaram em forma de revolta com fotos compartilhadas via Whats App neste último fim de semana de um trágico acidente, que vitimou o casal Alex Sandro Ribeiro dos Santos e Crislaine de Souza, na MS-376 entre os municípios de Fátima do Sul e Vicentina.

Um leitor que preferiu não ter seu nome divulgado relatou a reportagem do Portal SiligaNews, que logo após o acidente, diversas pessoas tiravam fotos, não se preocupando em acionar o Corpo de Bombeiros ou a Polícia Militar.

“Cheguei logo após a colisão, presenciei diversas pessoas com celulares fotografando a cena, perguntei se alguém tinha acionado os Bombeiros ou a Polícia, mas ninguém tinha realizado a ligação, estavam apenas registrando a trágica cena, que vitimou um jovem casal” — comentou.

Em conversa com alguns policiais e membros da imprensa de Mato Grosso do Sul fomos informados, que muitas das vezes os curiosos acabam prejudicando o trabalho da Polícia, Perícia e Bombeiros, e até podem causar um novo acidente.

4221_2264_43266

“Acho uma tremenda falta de respeito, o cidadão chegar a uma cena triste e nem ao menos se sensibilizar com os familiares, tirar fotos e sair por ai compartilhando, isso deveria mudar, a polícia deveria deter e relatar o mesmo no Boletim de Ocorrência como obstrução” — disse o repórter.

Outro amigo da imprensa disse que é uma baita falta de respeito. “Acho isto uma falta de respeito, sem falar que esses curiosos atrapalham todos os profissionais, que estão trabalhando no local. Muitos se acham os repórteres, apuram os fatos pela metade e saem passando informações erradas, compartilhando imagens fortíssimas, prejudicando o trabalho da imprensa, que tenta sempre passar a informação correta para o leitor”.

De acordo com a Polícia, acidentes chamam a atenção, porém fazer fotos e vídeos, compartilhar ou publicar é crime. A legislação substantiva penal, em seu art. 212, disciplina essa conduta como vilipêndio a cadáver, com pena de prisão de até três anos de detenção.

Desta forma, fotografar um cadáver só pelo fato dele estar em via pública não é justificado por nenhum ato acobertado por lei, pois, é contaminado de vício moral que não legítima essa atitude. Só isso basta para preencher o preceito primário do art. 212, do Código Penal, pois, guardar imagens de pessoas mortas, sem cunho científico, mas apenas por uma vontade pessoal é um procedimento penalmente punível. E se ainda divulgar a imagem guardada poderá responder civilmente pelo dano moral sofrido pelos familiares das vítimas.

Se o motorista parar ou estacionar o veículo em uma das faixas, mesmo que seja rapidinho para fotografar o acidente, pode perder 7 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e ser multado em R$ 191,54. Caso o motorista fique parado na pista, a infração passa ser grave, o motorista pode ser multado em R$ 127,00 e perder 5 pontos na CNH. Se o motorista estacionar no acostamento só por curiosidade também é infração, e pode ser multado em R$ 54,00 e perder 3 pontos na CNH.

4220_2263_19481
Reportagem presenciou diversas pessoas fotografando as cenas do acidente – Foto: Ribero Júnior / SiligaNews

(Fonte: Portal SiligaNews)

Para o vereador Francisco Edvaldo – Líder da Situação, não tem nenhuma queixa crime contra o prefeito Alexandre Arraes (PSB) para um pedido de impeachment

Em alguns momentos do discurso na Tribuna da Câmara, o líder da bancada da Situação teceu elogios ao presidente Luciano Capitão que foi a uma emissora de rádio local para falar sobre o pedido de impeachment feito pelo vereador Evilásio Mateus.

Para Francisco Edvaldo o pedido tem uma conotação política e atacou veementemente a política do candidato a prefeito de Oposição Raimundo Pimentel.

O vereador Evilásio Mateus, autor do pedido de impeachment foi á tribuna e disse ser importante fazer alguns esclarecimentos. Lembrou como o ex-prefeito Lula Sampaio foi arrancado da cadeira de prefeito no meio de um pleito eleitoral, o que favoreceu o então candidato e atual gestor Alexandre Arraes (PSB), criando argumentos que respaldam um pedido de impeachment.

Desafiou o prefeito encarar às pessoas pedindo voto de porta em porta para o seu candidato e afirmou está pronto para fazer parte da comissão que vai analisar o pedido que por ele foi feito e encaminhado á presidência, sendo assinado pelos outros vereadores de oposição.

Sobre a CPI o presidente da Câmara acatou o pedido do Vereador Mateus e anunciou que na próxima sessão serão anunciados os nomes (no caso de três membros) que farão parte da Comissão Processante para então iniciar os trabalhos para o processo de impeachment do Prefeito de Araripina – Alexandre Arraes (PSB).

Daniel Godri e Renatos Santos em Araripina. Últimas vagas!

Araripina vai receber dois dos maiores palestrantes do Brasil na próxima semana. O I Seminário de Gestão do Araripe, promovido pela FIEPE, traz para a região Daniel Godri e Renato Santos.

As inscrições para o evento inédito que vai tratar sobre liderança, motivação, empreendedorismo, tendências de mercado e alta performance profissional estão na reta final e os interessados devem procurar a Unidade Regional Sertão do Araripe da FIEPE até o dia 15 de agosto para garantir sua vaga.

O Seminário de Gestão do Araripe será realizado dia 18 de agosto a partir das 18h no auditório da FACISA. Daniel Godri e Renato Santos estão na lista dos melhores palestrantes do Brasil. Godri é idealizador do Instituto Brasileiro de Marketing e Vendas. O palestrante é um fenômeno da internet com vídeos motivacionais que possuem milhões de acessos e é referência para universitários e empresários.

Já Renato Santos é consultor do SEBRAE e coautor da atual versão do Empretec, conselheiro do apresentador Roberto Justus nas edições do programa de televisão da Rede Record “O Aprendiz”.

SERVIÇO
I Seminário de Gestão do Araripe com Daniel Godri e Renato Santos
Dia 18 de agosto às 18h no auditório da FACISA, em Araripina
Informações e inscrições na Unidade Regional Sertão do Araripe da FIEPE
Rua Marcos Vieira de Alencar nº 339
(087) 38734620 / 9 91637788 (Whatsapp) ou pelo site http://www1.fiepe.org.br/fiepe/capacitacao/0009.html 

Olimpíadas escolares têm corte de até 50% na verba

Enquanto a Rio-2016 concentra os holofotes, as olimpíadas escolares de conhecimento – de Matemática, Astronomia e História, entre outras – sofreram corte de verbas de até 50%. Para manter a abrangência nos ensinos fundamental e médio e o nível da competição, os organizadores desses eventos estão procurando formas de reduzir custos e em busca de patrocínios alternativos.

Maior competição do gênero no País, a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), que neste ano terá a participação recorde de 18 milhões de alunos de 47 mil escolas, é financiada pelo Instituto Nacional de Matemática Aplicada (Impa). O evento custa R$ 53 milhões – 60% do orçamento do instituto, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). E neste ano ainda não recebeu nada dos recursos previstos. “Estamos fazendo com recursos que sobraram do ano passado. Cortamos brindes, reduzimos materiais distribuídos ao estritamente necessário para não afetar a qualidade do evento e manter a premiação, que é importante”, diz o presidente do Impa, Marcelo Viana.

Além da competição, a Obmep também tem cursos de formação e capacitação para professores de Matemática, que neste ano sofreram com a redução de custos. Um dos programas, feito a distância, deixou de pagar ajuda de custo aos colaboradores e é feito de forma voluntária. O outro, que previa selecionar 1.800 professores para a capacitação, pode abranger apenas metade, caso não haja a liberação da verba. “O País não aprendeu a se planejar. O Brasil se tornou destaque em olimpíadas internacionais de Matemática e tem cada vez mais alunos interessados na competição. Não podemos deixar que esses eventos sejam desvalorizados.”

Procurado, o MCTIC informou em nota que já liberou R$ 27,6 milhões ao Impa e novos repasses neste ano “permitirão a continuidade dos projetos”.

CNPq: Já a Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA) enfrenta corte de 50% da verba que recebeu do CNPq, órgão federal de incentivo à ciência. De R$ 1,2 milhão do custo total, a organização recebeu R$ 580 mil. Para manter a premiação aos 50 mil primeiros alunos, a organização recorreu a uma vaquinha virtual para conseguir comprar as medalhas, que custam R$ 3.

Com o corte, a organização da OBA também deixou de custear a viagem dos alunos selecionados em anos anteriores para as competições internacionais. O Colégio Etapa, que teve quatro alunos escolhidos para participar da competição na Índia no fim do ano, vai ter de custear as despesas da viagem.

Já a Olimpíada Nacional de História, feita pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), teve corte de 35%. Por isso, a organização reduziu de 1.200 para 1 mil o número de finalistas selecionados para a fase presencial. “A prova final é dissertativa, com alto custo para a correção. Fizemos isso com muita dor no coração”, diz a coordenadora do evento, Cristina Meneguello.

Em nota, o CNPq confirmou a queda de recursos. No último ano, o valor total investido foi de R$ 2,93 milhões em 13 olimpíadas. No ano anterior, foram R$ 4 milhões para 14 eventos. (Fonte: Estado de S.Paulo)

Governo de PE vai lançar concurso para soldado e oficiais da PM e dos Bombeiros

O governo do estado vai abrir concurso público com 300 vagas para soldados bombeiros, sessenta para oficiais da Polícia Militar e 30 para oficiais do Corpo de Bombeiros. A realização do certame foi anunciado na manhã desta quinta-feira pelo governador Paulo Câmara, no Palácio do Campo das Princesas. Segundo ele, o concurso deve ser lançado dentro de quatro meses e faz parte da estratégia da gestão para o combate à violência.

O anúncio foi feito durante a solenidade de entrega de cem novas viaturas para reforçar a frota da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE). Desse total, 55 veículos vão substituir Guarnições Táticas já atuantes da Região Metropolitana do Recife (RMR) e 45 serão acrescentados à Patrulha do Bairro. A cerimônia contou ainda com as presenças do secretário Estadual de Defesa Social, Alessandro Carvalho, do comandante geral da Polícia Militar, coronel Carlos D’Albuquerque, e do chefe da Polícia Civil, Antônio Barros.

O investimento de R$ 264 mil por mês pretende fortalecer a estrutura policial em nove batalhões da PM localizados no Grande Recife. Os veículos do modelo Spin 1.8, da Chevrolet serão utilizados por batalhões de Olinda, Recife, Paulista e Cabo de Santo Agostinho.

Ao todo, serão acrescentadas 74 viaturas da Patrulha do Bairro na frota do policiamento realizado pela PMPE no Recife, contando com a entrega já ocorrida no final do primeiro semestre. Em junho, o Governo de Pernambuco já havia entregue 44 viaturas, sendo 29 Patrulhas do Bairro, e 15 em substituição às Guarnições Táticas.

De acordo com o governo do estado, até o final do ano, 833 novas viaturas serão repassadas à PMPE, entre substituições e novos veículos. Em 2015, a administração estadual informa ter investido R$ 61 milhões na locação de veículos por meio da Secretaria de Defesa Social (SDS). (Fonte: Diário de PE / repórter Mariana Fabrício)

Campanha de Eduardo Campos recebeu R$ 20 milhões ilegalmente, diz PF

A Polícia Federal concluiu o inquérito 4005 do Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito Operação Lava Jato, e apontou que a campanha do ex-governador Eduardo Campos (PSB) à reeleição, em 2010, recebeu R$ 20 milhões ilegalmente. De acordo com a PF, o dinheiro teve origem em recursos desviados de contratos celebrados pela Petrobras com três empreiteiras responsáveis pela execução de obras da Refinaria de Abreu e Lima. A investigação foi encerrada nessa segunda-feira (8) e a polícia confirmou as informações em nota divulgada nesta quarta (10), dia em que Eduardo completaria 51 anos se estivesse vivo.

A investigação mostrou que o desvio foi através do então Secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco e Presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, o agora senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), como a Coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo e publicada no Jornal do Commercio, apontou mais cedo.

Segundo a PF, os repasses era feitos através de doações eleitorais “oficiosas”, pagamentos em espécie e contratos fraudulentos ou superfaturados com empresas de fachada ligadas aos envolvidos no esquema. Sem divulgar nomes, a Polícia Federal afirmou na nota que “foram identificados elementos suficientes para apontar a materialidade e autoria dos crimes de corrupção passiva qualificada, lavagem de dinheiro e organização criminosa de três pessoas: um senador, um empresário e ex-presidente da Companhia Pernambucana de Gás e de um empresário recentemente preso na Operação Turbulência.”

O inquérito foi instaurado para apurar o envolvimento de pessoas com prerrogativa de foro em crimes de corrupção e desvio de recursos ocorridos na Diretoria de Abastecimento da Petrobras. Materiais obtidos na investigação foram compartilhados com a Polícia Federal em Pernambuco para a apuração da Operação Turbulência.

Mais cedo, antes da divulgação da nota pela PF, a assessoria de imprensa de Fernando Bezerra Coelho havia divulgado nota de resposta a uma matéria do Estado de S. Paulo adiantando a acusação contra o senador. O texto dizia que elementos colhidos “demonstram que não houve prática ilícita” e que a defesa do parlamentar não teve acesso à manifestação da Polícia Federal. “Esclarece que, no processo penal, a conclusão do Inquérito é apenas um registro administrativo da polícia, sem nenhuma verdadeira consequência processual”, diz ainda a nota.

Mais cedo, antes da divulgação da nota pela PF, a assessoria de imprensa de Fernando Bezerra Coelho havia divulgado nota de resposta a uma matéria do Estado de S. Paulo adiantando a acusação contra o senador. O texto dizia que elementos colhidos “demonstram que não houve prática ilícita” e que a defesa do parlamentar não teve acesso à manifestação da Polícia Federal. “Esclarece que, no processo penal, a conclusão do Inquérito é apenas um registro administrativo da polícia, sem nenhuma verdadeira consequência processual”, diz ainda a nota.

 

(Do Blog do Jamildo )