Ciro: Bolsonaro é maluco, boçal, câncer a ser extirpado

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, partiu para cima de Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta-feira. Em sabatina do jornal “Correio Braziliense“, Ciro chamou Bolsonaro de “maluco”, “boçal”, “despreparado” e “um câncer a ser extirpado”.

Quando falava sobre tributação, Ciro criticou a resposta dada por Bolsonaro sobre o assunto, em entrevista dada no mesmo dia. De acordo com o Ciro, o Brasil precisa ter uma tributação mais progressiva sobre herança e renda e é preciso”diminuir a incidência de impostos sobre a classe média, principalmente sobre o imposto de renda”.

– O líder nas pesquisas disse que não vai tributar herança, nada. Então, de onde virá o dinheiro? Vão entregar o cargo a um boçal, a um despreparado? Os democratas têm obrigação de chamá-lo de boçal e despreparado. E os democratas tem obrigação de extirpar esse câncer enquanto ainda pode ser extirpado – atacou Ciro.

O pedetista também criticou o presidente da República, Michel Temer, por fazer parte de um “grupo criminoso”. E disse que o senador Romero Jucá (MDB-RR) não fará parte de um governo seu, pois não irá negociar com “ladrão”.

– Quando fui deputado, entrei na Câmara e tive uma desilusão muito grande. Quem mandava era Michel Temer e Eduardo Cunha. Um já está cadeia, e o outro ainda vai.

Durante a sabatina, também sobrou para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, no momento em que Ciro explicava sua proposta para a aposentadoria.

O pré-candidato propõe retirar do custo do regime da Previdência as aposentadorias rurais, que passariam a ser incluídas na conta do Tesouro. Seria criado um sistema de capitalização de aposentadoria, de caráter público. E propõe que todos tenham direito a um salário mínimo, tendo ou não contribuído. Ele disse que a transição será difícil e que ainda está calculando os impactos.

– É difícil, fácil é dar aula de sociologia, como o Fernando Henrique faz – disse Ciro.

Bruno Góes e Cristiane  Jungblut – O Globo

Pernambuco recebe mais de R$ 20 milhões em recursos

O Aeroporto de Serra Talhada receberá, hoje, os técnicos que iniciarão a instalação da Estação Meteorológica de Superfícies Automática (EMSA). A notícia foi confirmada pelo deputado federal Sebastião Oliveira durante a reunião que aconteceu, ontem, em Brasília, com o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Cassimiro, e o secretário Nacional de Aviação Civil, Dário Rais Lopes.

“Serra Talhada foi escolhida para receber a primeira EMSA do Brasil. Esse equipamento, que utiliza tecnologia de ponta, informa com precisão e imediatismo as condições climáticas da região, garantido mais segurança para os aviões. O primeiro voo comercial está cada vez mais próximo de acontecer”, ressaltou Sebastião Oliveira.

Além dessa conquista, o presidente estadual do Partido da República (PR) assegurou o repasse, por parte do Ministério, de R$ 22,5 milhões extras para Pernambuco. Deste total, a obra de duplicação da BR-104 será contemplada com R$ 20 milhões. Já os R$ 2,5 milhões restantes serão destinados para a recuperação de diversas estradas vicinais.

“Anunciar a chegada desses recursos num momento delicado da economia brasileira é motivo de muita satisfação.  Essa ações na área de infraestrutura de transportes são muito aguardadas pela população e vão trazer muitos benefícios para o estado”, destacou Oliveira.

Araripina em Foco/Damião Sousa/Foto: Af

Petrolina multa Compesa em quase R$ 800 mil

A Prefeitura de Petrolina aplicou uma nova multa à Compesa pelas irregularidades cometidas no município. Desta vez, a Companhia será penalizada pelo lançamento de dejetos no Riacho das Porteiras e também pela cobrança de taxa de esgotos no Loteamento Vale Dourado. A punição de cerca de R$ 800 mil é resultado das ações da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina (Armup) a qual verificou que todo o esgoto gerado no referido loteamento vem sendo lançado diretamente no Riacho das Porteiras, afluente do Rio São Francisco.

De acordo com o diretor-presidente da Armup, Rubem Franca, as fiscalizações da agência identificaram que Compesa vem cobrando taxas de esgotos aos moradores, apesar dos dejetos estarem sendo lançados no Riacho das Porteiras, sem qualquer tipo de tratamento.

“Há mais de 4 anos, a Compesa está cobrando taxa de esgoto aos moradores sem dar a devida contrapartida em prestação de serviços. Quem cobra taxa de esgotos precisa coletar bombear e tratar os resíduos e isso não está sendo feito pela Compesa. Nós estivemos na comunidade e verificamos que isso não acontece, na verdade a Companhia tem lançado os dejetos direto no riacho, sem qualquer tratamento”, disse.

Rubem lembra ainda que qualquer cidadão que perceba irregularidades praticadas pela Compesa deve apresentar reclamação, primeiramente, à própria Companhia, e depois à Agência Reguladora. “Nossas equipes estão no campo, diariamente, fazendo as devidas fiscalizações a fim de garantir os direitos dos cidadãos e nós também estamos aqui na Agência prontos para atender à comunidade”, disse Rubem. A Compesa já apresentou defesa e agora cabe à Armup ratificar o auto de infração abrindo novo prazo para que a Companhia ofereça recurso, diretamente, ao prefeito Miguel Coelho.

A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Município de Petrolina funciona no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho, das 7h às 13h e das 14h ás 17h. Para formalizar alguma denúncia é preciso apresentar RG, CPF, comprovante de residência e número de protocolo do serviço já denunciado à Compesa. Dúvidas através dos números: 0800-2812479; 3861-4929 ou ainda 3861-2479.

Assessoria de Imprensa

Socorro Pimentel volta a falar da crise na Saúde e anuncia audiência pública para discutir atendimento prestado por plano de saúde popular

Na Reunião Plenária dessa quarta-feira (06), na Assembleia Legislativa, a deputada estadual Socorro Pimentel (PTB) voltou a falar sobre a crise que enfrenta a Saúde no Estado. Pimentel chegou a elogiar o Sistema Único de Saúde – SUS, mas lamentou que a realidade encontrada pela população esteja muito distante do que o prevê a teoria do programa adotado no Brasil há 30 anos.

“É fundamental que possamos refletir sobre o abismo que ainda separa o SUS do papel do SUS da vida real. Hoje, quem necessita da saúde pública sofre com a dificuldade de acesso; com as filas sem fim para marcar uma consulta ou uma cirurgia; com a carência de leitos; falta de medicamentos; com as unidades de saúde sucateadas, entre tantas outras problemáticas”, disse.

A parlamentar também criticou a postura adotada pelos gestores em Pernambuco. “Junto à falta de prioridade por parte do Estado, padecemos com a incompetência de boa parte dos gestores. Estima-se que a ineficiência e a burocracia redundem em perdas da ordem de 30% a 35% das verbas que seriam para a saúde dos cidadãos”, afirmou. “Em Pernambuco, uma pesquisa da Vox Populli, divulgada essa semana, mostrou que a Saúde é a maior preocupação dos pernambucanos, superando até a violência, tamanho o desmantelo que atinge os nossos serviços”, apontou a deputada.

Socorro Pimentel também questionou os serviços prestados pelos planos de saúde populares que têm atraído a população pelo baixo custo e tem servido de alternativa ao SUS.  Ela disse que o conjunto dos planos privados no Brasil “tem jogado no campo adversário” da saúde pública e pressionado os governos para mudar as leis que hoje protegem os consumidores.

“Tramita no Congresso Nacional a proposição que prevê planos de saúde de cobertura limitada, ironicamente batizados como populares, e que representam um retrocesso: ferem os direitos dos consumidores, não oferecem assistência integral, liberam reajustes e aumentam prazos para acesso aos procedimentos”, afirmou Socorro Pimentel. “Posturas como essas visam somente a enriquecer as empresas sem se preocupar com os cidadãos.”

Por fim, a parlamentar anunciou uma audiência pública que acontecerá na Assembleia, na próxima terça-feira (12), no âmbito da Comissão de Cidadania para debater sobre os serviços prestados pelo plano de saúde Hapvida em Pernambuco. “O Hapvida vem impondo procedimentos confusos a seus usuários e dispensando tratamento lamentável aos profissionais”, relatou a deputada.

Assessoria de Imprensa/Foto: Reprodução

Antonio Souza recebe apoio de Aluísio Coelho e Divona, lideranças importantes de Araripina

O pré-candidato ao Senado Antonio Souza (Rede) recebeu mais dois importantes apoios nesta quarta-feira (6). Trata-se do ex-candidato a prefeito de Araripina, Aluísio Coelho, que vai concorrer a deputado estadual, e do vereador Divona.

Os novos apoios juntam-se ao vários partidos, lideranças dos meios político e empresarial, personalidades e artistas. Antonio Souza é o pré-candidato que tem apresentado seus compromissos com o povo.

“Essa aliança foi feita pelo bem de Araripina, do Sertão e de todo Pernambuco. Nosso objetivo é assegurar o crescimento da nossa região melhorando a vida do povo”, destacou Antonio Souza, que tem sido procurado todos os dias por nomes interessados em aderir à sua pré-campanha.

Assessoria de iimprensa/foto:Reprodução

62% dos brasileiros devem ir às compras no Dia dos Namorados

Importante data do calendário lojista, o Dia dos Namorados deve levar 62% dos brasileiros às compras. A partir de uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais, estima-se que aproximadamente 93,5 milhões de brasileiros devem presentar alguém neste 12 de junho, o que deve injetar aproximadamente 15,6 bilhões de reais na economia.

Dados da sondagem ajudam a derrubar o estigma de que casais deixam de se presentear após o casamento. Quando a pesquisa investiga quem será a pessoa presenteada, o esposo ou a esposa aparecem em primeiro lugar, com mais da metade das respostas (64%) ― sendo a intenção de presentear maior entre os homens (69%). Em segundo lugar no ranking dos mais presenteados, aparecem os namorados (30%) e, na sequência, os noivos (5%).

Assim como acontece em grande parte dos relacionamentos amorosos, o ato de presentear é percebido como uma troca, em que os parceiros presenteiam como demonstração de afeto, mas também esperam ser presenteados. Dessa forma, o estudo mostra que a maioria dos que vão comprar presentes no dia dos namorados (66%) acredita que também vão ganhar presentes, em especial as classes A e B (76%).

Leia mais aqui

Brasil ultrapassa a marca de 62 mil homicídios por ano; PE e BA entre os estados com mais registros

No ano de 2016, 62.517 pessoas foram assassinadas no Brasil, o que equivale a uma taxa de 30,3 mortes para cada 100 mil habitantes. Os dados são do Ministério da Saúde e foram divulgados hoje (5) no 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, apresentado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Segundo a análise, a taxa de homicídios no Brasil corresponde a 30 vezes a da Europa, e o país soma 553 mil pessoas assassinadas nos últimos dez anos.

Todos os estados que lideram a taxa de letalidade estão na Região Norte ou no Nordeste: Sergipe (64,7 para cada 100 mil habitantes), Alagoas (54,2), Rio Grande do Norte (53,4), Pará (50,8), Amapá (48,7), Pernambuco (47,3) e Bahia (46,9). As maiores variações na taxa foram observadas em São Paulo, onde houve redução de 56,7%, e no Rio Grande do Norte, que registrou aumento de 256,9%.

Juventude negra: A violência letal contra jovens continua se agravando nos últimos anos e já responde por 56,5% das mortes de homens entre 15 e 19 anos de idade. Na faixa entre 15 e 29 anos, sem distinção de gênero, a taxa de homicídio por 100 mil habitantes é de 142,7, e sobe para 280,6, se considerarmos apenas os homens jovens.

O problema se agrava ao incluir a raça/cor na análise. Nos últimos dez anos, a taxa de homicídios de indivíduos não negros diminuiu 6,8% e a vitimização da população negra aumentou 23,1%, chegando em 2016 a uma taxa de homicídio de 40,2 para indivíduos negros e de 16 para o resto da população. Ou seja, 71,5% das pessoas que são assassinadas a cada ano no país são pretas ou pardas

Feminicídio e estupro: A violência contra a mulher também piora a cada ano. Os dados apontam que 68% dos registro de estupro são de vítimas menores de 18 anos e quase um terço dos agressores das crianças de até 13 anos são amigos e conhecidos da vítima e 30% são familiares mais próximos como país, mães, padrastos e irmãos. Quando o criminoso é conhecido da vítima, 54,9% dos casos são ações recorrentes e 78,5% dos casos ocorreram na própria residência.

Controle de armamento: Os pesquisadores ressaltam a importância de uma política de controle responsável de armas de fogo para aumentar a segurança de todos. Segundo a pesquisa, entre 1980 e 2016, 910 mil pessoas foram mortas por perfuração de armas de fogo no país. No começo da década de 1980, os homicídios com arma de fogo eram 40% do total e chegou a 71,1% em 2003, quando foi implantado o Estatuto do Desarmamento. A proporção se manteve estável até 2016. O levantamento aponta, ainda, que os estados onde houve maior crescimento da violência letal são os mesmos onde cresceu a vitimização por arma de fogo.

Fonte: Agencia Brasil

Quadrilha suspeita de roubar bancos no Nordeste é desarticulada

A Polícia Civil de Pernambuco divulga, nesta quarta-feira (06), detalhes sobre as prisões de integrantes de uma quadrilha suspeita de explodir e roubar bancos em Pernambuco, Sergipe, Paraíba e Rio Grande do Norte. Ao todo, a Operação Cidade Baixa cumpriu 12 mandados de prisão.

Além de roubo a agências bancárias, o grupo é suspeito de tráfico de drogas e de ter cometido um triplo homicídio no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife (RMR). O crime foi registrado no dia 28 de abril deste ano, em Ponte dos Carvalhos.

Operação Cidade Baixa

Os detalhes da Operação Cidade Baixa serão apresentados nesta quarta-feira (6), às 10h, no auditório do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), em Afogados.

Fonte:Jc Online

Caminhoneiros ameaçam nova greve se tabela de preços mínimos de frete for alterada

Enquanto as empresas transportadoras se movimentam para mudar a tabela do frete mínimo, os caminhoneiros acompanham – ressabiados – o andamento das negociações em Brasília. Nas redes sociais, os motoristas temem que o lobby dos grandes grupos consiga derrubar a tabela recém instituída pelo governo como contrapartida ao fim da greve. Mas eles prometem resistir.

 “Se essa tabela cair, vai ter uma greve pior que a última. E aí não vai ter negociação, pois eles vão querer provar para o mundo que são fortes, vai ser uma grande revolta”, diz Ivar Luiz Schmidt, representante do Comando Nacional do Transporte (CNT) e que foi o grande líder da paralisação de 2015.

Foi ele quem criou os primeiros grupos de caminhoneiros no WhatsApp para organizar os protestos daquele ano. Nesta quarta-feira, Schmidt participa de quase 90 grupos na rede. “Tá todo mundo só esperando que a tabela seja derrubada para parar tudo de novo”, afirma. “E, pelo que estou vendo no WhatsApp, pode ter certeza de que isso vai acontecer”.

A tabela de preço mínimo do transporte rodoviário – definida às pressas pelo governo para interromper a greve na semana passada – é considerada a maior vitória dos caminhoneiros nos últimos tempos. Mas, diante da reação do empresariado (principalmente representantes do agronegócio), eles começam a temer que essa conquista esteja com os dias – ou horas – contados.

 “Não vejo coisa muito boa vindo pela frente, mas vamos lutar para encontrar um meio-termo para ambas as partes”, afirma o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José Fonseca Lopes, que esteve à frente das negociações com o governo na greve encerrada na semana passada. Ele deverá participar nesta quarta de uma reunião com a Casa Civil para discutir o assunto.

Rebelião: Segundo Fonseca, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) está refazendo os cálculos e deverá apresentar em breve o resultado. “Esperamos que se encontre um denominador comum e não prejudique o caminhoneiro. Caso contrário, podem esperar uma nova rebelião”.

O presidente da Abcam afirma que uma tabela de preço mínimo vinha sendo negociada no Congresso antes da greve e da medida provisória ser emitida. Schmidt afirma que desde 2016 essa proposta vem sendo negociada, sem sucesso – ignorando as condições precárias nas quais vivem os motoristas de caminhão no Brasil.

“Hoje, não existe categoria mais massacrada que o caminhoneiro. Há 30 anos esse profissional vem sendo explorado”, diz Schmidt, do CNT. Na avaliação dele, se os motoristas autônomos permitirem que o governo elimine essa tabela em favor dos transportadores, eles estarão perdendo uma grande oportunidade de melhorar a qualidade de seu trabalho

Criminosos assaltam agência dos Correios e fazem reféns no Sertão de PE

A agência dos Correios do município de Orocó, no Sertão de Pernambuco, foi assaltada, na tarde dessa terça-feira(5). De acordo com informações da Polícia Federal, cerca de quatro homens armados invadiram o estabelecimento.

O grupo chegou a fazer alguns clientes reféns, enquanto levavam os o dinheiro do guichê da agência. Ninguém ficou ferido, mas o gerente local chegou a ser hospitalizado, após uma crise de nervosismo. O valor roubado pelos criminosos não foi divulgado.

Polícia

A Polícia Militar foi acionada, mas ao chegar à agência, os dois homens já tinham fugido. A PM, junto com a Polícia Federal, realizaram buscas pela cidade e localidades próximas. Após a análise das câmeras de segurança do local, os agentes conseguiram identificar os dois suspeitos. O caso já está sendo investigado pela PF.

 

TV Jornal /Foto: Reprodução