Bonner Já Está Em Novo Relacionamento Após Anúncio De Divórcio, Diz Revista

Não tem nem uma semana que William Bonner e Fátima Bernardes anunciaram a separação e muito já se falou sobre o ex-casal. E mais informações foram reveladas em uma reportagem da revista ‘Contigo!’. De acordo com a publicação, o apresentador do Jornal Nacional já teria seguido em frente e estaria em um novo relacionamento.

A revista ‘Veja’, porém, afirma que não houve traição na história e o pivô da separação não seria uma colega de trabalho do jornalista, como anunciado anteriormente pela colunista Fabíola Reipert, mas sim uma médica. A reportagem ainda diz que o nome de Maria Julia Coutinho, a Maju, chegou a ser citado em boatos como pivô do fim do relacionamento de Bonner e Fátima, mas foi logo descartado por colegas próximos ao ex-casal.

Conforme a ‘Contigo!’, Fátima não teria aceitado tão bem o fim do casamento com o jornalista. Segundo a publicação, a apresentadora ficou bastante triste. “”Fátima está arrasada mesmo, mais por causa do divórcio. Isso mexeu com ela, porém é durona, não vai deixar transparecer”, disse uma fonte à revista. Na quarta-feira (31), um dia depois do anúncio do divórcio, um fã relatou que Fátima “parecia desanimada” nos bastidores do programa ‘Encontro’.

Divórcio

Bonner e Fátima emitiram um comunicado na noite de segunda-feira (29), revelando o divórcio. No comunidade, eles também afirmam que não vou se pronunciar mais sobre o caso. “Em respeito aos amigos e fãs que conquistamos nos últimos 26 anos, decidimos comunicar que estamos nos separando. Continuamos amigos, admiradores do trabalho um do outro e pais orgulhosos de três jovens incríveis. É tudo o que temos a declarar sobre o assunto. Agradecemos a compreensão, o carinho e o respeito de sempre.”, escreveram.

Silvio Santos deixou de dar entrevista a Jô Soares por medo da morte

Jô Soares protagonizou um momento inédito ao entrevistar Fausto Silvapara a última temporada de seu programa. E outro apresentador estava na mira do “Gordo”: Silvio Santos foi cotado para ser o entrevistado do programa final da última temporada da atração. No entanto, o dono do SBT recusou o convite por uma razão bem inusitada.

De acordo com a coluna “Terraço Paulistano”, da revista “Veja São Paulo”, o apresentador eleito a personalidade mais querida do Brasil está evitando conceder entrevista pois,quando visitou os Estados Unidos, no começo deste ano, se consultou em um cigana. Lá, a vidente o teria aconselhado a não dar entrevistas, pois, se o fizesse, poderia morrer logo após uma delas. Famoso pelo jeito bem-humorado, Silvio teria, desde então, evitado falar com a imprensa em geral.

Fonte: Pure People

Governo do Estado lança novo Concurso do Patrimônio Vivo de Pernambuco

O Governo de Pernambuco, por intermédio da Secretaria de Cultura do Estado – Secult e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco – Fundarpe, está lançando o XI Concurso Público do Registro do Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco – RPV-PE. Assim como tinha sido anunciado durante a diplomação dos trinta e nove Patrimônios Vivos, em cerimônia recente no teatro Santa Isabel, o presente edital disponibilizará seis vagas para Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco, sendo três candidatos referentes ao ano de 2015 e três referentes ao ano de 2016.

Os requerimentos de inscrição para o preenchimento das mencionadas vagas serão recebidos no período de 05 de setembro a 19 de outubro de 2016. O Concurso cumprirá os trâmites previstos nas seguintes fases: publicidade, inscrição, seleção e registro final em livro específico, a cargo da Secult/Fundarpe, em conformidade com as normas e condições estabelecidas no Regulamento do edital, que estará à disposição dos candidatos na Gerência de Preservação Cultural da Fundarpe (Rua da Aurora, 463/469, Boa Vista, Recife) e também no portal (ver links abaixo).

“É com muita alegria que lançamos mais uma edição deste Concurso, que reverencia a imensa contribuição que grupos, mestres e mestras do estado têm dado à cultura pernambucana e à continuidade de saberes e tradições que ajudaram a formar a identidade do nosso povo”, destaca a presidente da Fundarpe, Márcia Souto.

Em paralelo ao lançamento deste Concurso, o Governo do Estado reafirma seu compromisso com a reformulação da Lei do Patrimônio Vivo. “Estamos empenhados em enviar um projeto de lei à Assembleia Legislativa que amplie, de três para seis o número de contemplados a cada edição do Concurso. Acreditamos que, desta forma, poderemos garantir ainda mais reconhecimento em vida a centenas de personalidades e grupos que, ano a ano, são consideradas habilitadas a receberem o título”, aponta Marcelino Granja, Secretário Estadual de Cultura.

Além de uma bolsa mensal para ajudar a manter e preservar as expressões da cultura popular e tradicional pernambucana, os titulados como Patrimônios Vivos de Pernambuco ganham lugar de destaque nas programações culturais e são dispensados, por exemplo, da fase de habilitação de mérito cultural em processos como convocatórias estaduais para participação de festivais e ciclos festivos.

semana-pat-14-607x402

REQUISITOS – Para concorrer ao RPV-PE os candidatos devem comprovar currículo de trabalho na área cultural há mais de 20 anos, e comprovar residência em Pernambuco por igual período. É preciso ainda apresentar comprovação de renda e cópias dos documentos pessoais do proponente e candidato, ambos solicitados no ato da inscrição. As candidaturas devem, obrigatoriamente, ser propostas por entidades com personalidade jurídica, sem fins lucrativos, constituídas há pelo menos dois anos e que tenham como uma de suas finalidades a proteção ao patrimônio cultural ou artístico. Cada entidade proponente só poderá apresentar uma candidatura ao RPV-PE 2016.

O julgamento das candidaturas será realizado pelo Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural – CEPPC, que conta com sete representantes da sociedade civil, eleitos em 2015, e sete representantes de órgãos governamentais. Empossado em 29 de dezembro de 2015, o CEPPC julgou em julho deste ano as candidaturas referentes ao concurso 2014 e tem a atual missão de titular ainda este ano, mais seis Patrimônios Vivos, completando assim os registros referentes aos anos de 2015 e 2016.

A LEI – O Concurso do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco – RPV, é instituído pela Lei Estadual nº 12.196, de 02 de maio de 2002 e regulamentado pelo Decreto nº 27.503, de 27 de dezembro de 2004. Desde 2005 até este ano, já foram titulados trinta e nove Patrimônios Vivos, tendo falecido já dez destes. Através da concessão do título de “Patrimônio Vivo de Pernambuco”, mestres e grupos ligados a diferentes manifestações da cultura popular e tradicional representativas da cultura pernambucana recebem bolsas vitalícias de apoio financeiro, garantindo, dessa forma, que os artistas repassem seus conhecimentos às novas gerações de aprendizes. Atualmente, as bolsas são no valor de R$1.321,08 mensais para pessoas físicas e R$2.642,19 mensais para grupos culturais, como incentivo à realização e perpetuação de suas atividades. Ressalta-se que os valores serão atualizados na forma prevista na Lei Estadual nº 11.922, de 29 de dezembro de 2000.

A Lei do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco tem como objetivo reconhecer, valorizar e apoiar mestres e grupos que detenham os conhecimentos ou as técnicas necessárias para a produção e a preservação de aspectos da cultura tradicional ou popular – formas de expressão, saberes, ofícios e modos de fazer, em especial, os que sejam capazes de transmitir seus conhecimentos, valores, técnicas e habilidades às novas gerações de aprendizes, objetivando a proteção, preservação e a difusão do patrimônio pernambucano.

O edital, o regulamento e os formulários de inscrição serão disponibilizados no portal www.cultura.pe.gov.br, e também através do e-mail: [email protected]

ACESSE AQUI O EDITAL E OS ANEXOS DO XI CONCURSO DO PATRIMÔNIO VIVO DE PERNAMBUCO

Para saber mais:

Livro: AMORIM, Maria Alice. Patrimônios Vivos de Pernambuco 2ª Edição. 2014.

– See more at: http://www.cultura.pe.gov.br/canal/patrimonio/governo-do-estado-lanca-novo-concurso-do-patrimonio-vivo-de-pernambuco/#sthash.WBGMitkX.dpuf

Josenildo Gomes da Silva, você o conhece?

Mendigo que circula nas ruas de Araripina, PE.  Ajude-o a encontrar sua família!

Certo dia, encontrei esse homem nas ruas da cidade de Araripina (PE). Na ocasião, ele me pediu uma esmola, dizendo que estava com fome e que não havia comido nada naquele dia. Era tarde da noite quando lhe perguntei o seu nome e de onde ele era. Ele me respondeu que seu nome era Josenildo Gomes da Silva e que era de Custódia-PE.  Perguntei também quantos anos tinha e se já havia trabalhado antes. Ele respondeu dizendo que tinha 40 anos e que havia trabalho como agricultor, mas que não sabia me dizer a última vez que havia trabalhado. (talvez por fazer muito tempo desde da última vez que trabalhou). Ele também me informou que o nome de sua mãe era Antônia Eminelvina da Silva, e que ela residia no bairro do Iraque, na cidade de Custódia. Disse-me também que tinha 3 irmãos, que se chamavam Cicero Cosme, Josenilda e Joelma.

Ele abriu um grande sorriso quando perguntei se ele queria voltar para a casa. Ele me respondeu que era tudo o que mais queria e que seria um sonho.

Ele não me disse por quanto tempo já estava fora de casa e nem o motivo por ele ter saído de lá.

Josenildo é mais um ser humano que por algum problema familiar ou por qualquer motivo não conseguiu vencer na vida, ou apenas viver, por quê falo a vocês, morar na rua, não podemos chamar de vida.

Peço aos amigos, colegas da imprensa do município de Araripina e de todo estado de Pernambuco que compartilhe essa matéria para que possa chegar a algum familiar de Josenildo, pois eles precisam saber que o mesmo está vivo e precisa da ajuda deles.

Os moradores de rua são pessoas que carregam diversos tipos de problemas; entre eles estão o socioeconômico, familiar, saúde etc. A grande maioria deles possui algum tipo de vício. Os mais idosos geralmente são alcoólatras e quando trabalham (catando papelão) o lucro é para sustento do vício.

Os mais jovens, na maioria das vezes são usuários de crack, maconha, cocaína, solventes e geralmente possuem problemas com a justiça. Existe um grande número de pessoas afastadas do evangelho, vagando pelas ruas.

A questão familiar é o maior empecilho para que essas pessoas retornem para seus lares.

Ao visitarmos um morador de rua, estamos visitando o próprio Senhor Jesus, pois foi Ele quem disse: “Quando fizerdes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes” – Mt 25.40.

Lembre-se, Jesus Cristo se identifica com aqueles que sofrem algum tipo de necessidade!

Entre em contato com nossa redação através do e-mail [email protected]

Felipe Massa anuncia que vai se aposentar da Fórmula 1

O piloto Felipe Massa anunciou nesta quinta-feira que irá se aposentar da Fórmula 1 ao final desta temporada. O piloto de 35 anos revelou que não renovará o seu contrato com a Williams, que expira ao término deste ano, e assim deixará a categoria máxima do automobilismo.

Publicidade

Em seu currículo, Massa tem 11 vitórias pela Ferrari entre as temporadas de 2006 e 2008, sendo que nesta última foi vice-campeão ao perder o título para Lewis Hamilton em campeonato definido apenas na última volta do GP do Brasil, em Interlagos. O brasileiro encerra agora a trajetória iniciada em 2002, quando estreou na F1 no GP da Austrália, então pela equipe Sauber.

Ao todo, Massa contabiliza 242 corridas na categoria, na qual, além das 11 vitórias, conquistou 16 pole positions, 15 melhores voltas e esteve presente no pódio em 41 provas. Em meio a momento ruim pela Williams, na qual segue sem conseguir resultados expressivos, ele agora então terá mais oito corridas pela frente nesta sua reta final da carreira de piloto de F1 – a última delas será em 27 de novembro, no GP de Abu Dabi.

“Estou mais nervoso do que em todas as minhas largadas. Depois de 27 anos competindo, desde quando comecei no kart, e após 15 anos na Fórmula 1, esta será a minha última temporada”, afirmou Massa aos jornalistas nesta quinta-feira, ao confirmar a sua decisão. “Serão minhas últimas oito corridas na F1 e eu as curtirei o máximo possível. Muito obrigado a todos que estiveram ao meu redor e que acompanharam minha carreira. Estou orgulhoso de minha carreira, mesmo tendo perdido um campeonato por um ponto”, completou, lembrando da disputa emocionante que travou com Hamilton no Mundial de 2008.

Massa viu o seu desempenho na Fórmula 1 começar a cair de forma mais significativa a partir do GP da Hungria de 2009, quando sofreu um grave acidente no treino de classificação para a prova. Naquela ocasião, foi atingido em cheio no capacete por uma mola que se soltou do carro do seu compatriota Rubens Barrichello e bateu forte em seguida, precisando ser levado ao hospital em estado preocupante. Após o trauma, ele só voltou a correr em 2010.

Ao lado de Rubinho, Massa é o quarto brasileiro com maior número de vitórias na Fórmula 1, com 11 cada um. Os dois só ficam atrás de Ayrton Senna, que acumulou 41 triunfos, Nelson Piquet (23) e Emerson Fittipaldi (14).

Em sua trajetória na F1, Massa disputou três temporadas pela Sauber entre 2002 e 2005, sendo que em 2003 atuou como piloto de testes da Ferrari e ficou fora do grid do campeonato. E ele foi titular da tradicional equipe italiana entre 2006 e 2013, antes de ser contratado pela Williams, na qual está desde 2014.

(Com Estadão Conteúdo)

Casal quase centenário celebra 75 anos de união: ‘Nem vimos passar’

O aposentado Misac Pereira Rosa, de 97 anos, e a dona de casa Palmira Rodrigues Rosa, de 93 anos, comemoraram 75 anos de casados com uma grande festa, em Goiânia. A confraternização contou com os 31 descendentes, entre filhos, netos, bisnetos e trinetos. Apesar de tanto tempo junto, o amor permanece o mesmo, como o início de tudo. “Nem vimos passar esse tanto de ano, mas graças a Deus estamos aqui ainda”, comemora a idosa.

A festa ocorreu no último sábado (27). Antes de mudar para a capital,  Misac conta que conheceu Palmira na zona rural de Cristianópolis, no interior de Goiás, onde se casaram e tiveram quatro filhos. O aposentado lembra que quando viu a mulher, já se apaixonou.

“Ela morava na fazenda. E eu passeando em um domingo, de bicicleta, com meu companheiro, passamos lá [na fazenda] e lá nos começamos [a namorar]”, relata.

Misac trabalhou durante toda a vida como motorista de caminhões pequenos e, segundo  Palmira, os dois já estavam noivos quando ele pediu um primeiro beijo a ela.

“Nós éramos noivos, ai eu estava na casa dele e nós dois ficamos sozinhos quando ele me pediu um beijo. Eu falei ‘não dou não’ e fui embora. Cheguei lá [em casa] e falei pra mamãe ‘mãe eu não quero casar com ele mais não. Ele tava querendo me beijar’. A mamãe riu demais de mim. E enquanto não casou, não beijou”, relembra a dona de casa.

Exemplo para família
O bisneto Yago Carneiro Rodrigues Ferreira entrega que dona Palmira e seu Misac estão sempre querendo ficar juntos.

“Se ele está no quarto, ela quer ir pro quarto, se um está na sala, o outro quer ir pra sala também. Fica desse jeito. Se um deita, o outro quer ir atrás. Se um senta, o outro quer ir atrás também. O tempo todo juntos”, revela.

Segundo Cleber Rodrigues Rosa, filho do casal, o amor é fonte de inspiração para toda a família. “[Ele são] um exemplo de vida pra nos todos, pelo menos pra mim e acho que pra todos, os outros filhos, foi exatamente sempre o exemplo de resignação. Exemplo de quem realmente está com o pé firme no casamento”, completa o filho do casal.

William Bonner e Fátima Bernardes se separam após 26 anos

Os jornalistas Wiliam Bonner e Fátima Bernardes anunciaram na noite desta segunda-feira que estão se separando, após 26 anos de casamento. Em uma série de mensagens idênticas publicadas nos perfis de ambos no Twitter, eles afirmam que continuam “amigos, admiradores do trabalho um do outro e pais orgulhosos de três jovens incríveis”.

Rumores de que o casamento de Bonner e Fátima não ia bem circulam desde o começo do ano, mas o âncora do Jornal Nacional e a apresentadora do Encontro nunca comentaram o assunto. Os dois têm três filhos juntos, os trigêmeos Vinícius, Laura e Beatriz, de 18 anos.

O casal de jornalistas dividiu a bancada do Jornal Nacional até dezembro de 2011, quando Fátima saiu do jornalístico para migrar para o entretenimento da Globo. Em junho do ano seguinte, Fátima estreou o Encontro, programa matinal da emissora. Bonner e Fátima trabalharam juntos no JN por treze anos.

Confira as mensagens publicadas pelo casal:

William Bonner ✔ @realwbonner
Em respeito aos amigos e fãs que conquistamos nos últimos 26 anos, decidimos comunicar que estamos nos separando.
21: 33 – 29 ago 2016
25.397 25.397 Retweets 33.834 33.834 favoritos
Seguir
William Bonner ✔ @realwbonner
Continuamos amigos, admiradores do trabalho um do outro e pais orgulhosos de três jovens incríveis.
21: 34 – 29 ago 2016
15.840 15.840 Retweets 26.454 26.454 favoritos
Seguir
William Bonner ✔ @realwbonner
É tudo o que temos a declarar sobre o assunto. Agradecemos a compreensão, o carinho e o respeito de sempre.
Fátima e William
21: 34 – 29 ago 2016
17.084 17.084 Retweets 30.544 30.544 favoritos
Seguir
Fatima Bernardes ✔ @fbbreal
Em respeito aos amigos e fãs que conquistamos nos últimos 26 anos, decidimos comunicar que estamos nos separando.
21: 33 – 29 ago 2016
12.008 12.008 Retweets 17.823 17.823 favoritos
Seguir
Fatima Bernardes ✔ @fbbreal
Continuamos amigos, admiradores do trabalho um do outro e pais orgulhosos de três jovens incríveis.
21: 34 – 29 ago 2016
7.835 7.835 Retweets 13.844 13.844 favoritos
Seguir
Fatima Bernardes ✔ @fbbreal
É tudo o que temos a declarar sobre o assunto. Agradecemos a compreensão, o carinho e o respeito de sempre. William e Fátima.
21: 34 – 29 ago 2016
8.580 8.580 Retweets 16.185 16.185 favoritos

Banda Maestro Álvaro Campos fazendo apresentações em praça pública

 

Araripina merece todos os dias uma apresentação desses mestres, isso mesmo, ‘mestres’, é assim que devem ser chamados. São esses senhores que no fim de toda celebração dos festejos, como do novenário na Igreja Matriz, onde celebramos todos os anos, o amor e devoção a Imaculada Conceição, Padroeira da nossa cidade de Araripina. São eles que cantam e encantam o povo com hino da santa.

Mesmo assim com tantos talentos, eles durante esses quatros anos, estão sendo humilhados e tratados como se fossem meia dúzia de bajuladores que vivem de correr atrás de políticos. A banda já passou por várias tempestades, pagamentos atrasados, prédio onde funciona a sede em ruínas, músicos usando seus próprios instrumentos, pois o município não dispõe de equipamentos para a banda, uniformes não adequados para eles.

Quem não lembra quando o Bispo Dom Magnos cobrou durante a celebração que a banda fosse valorizada?

“Essa banda faz parte da história de Araripina, e não merece ser tratada como se não existisse, vamos dá valor a nossa bandinha”.

Mas, com todos os problemas enfrentados, perseguições políticas, eles erguem a cabeça e cantam na esperança de que dias melhores estão por vim, onde serão valorizados e tratados como verdadeiros heróis da história desta cidade.

 

Viva a Banda Maestro Álvaro Campos!

Acesse o link Blog Banda Maestro Álvaro Campos 

20160826_193639 20160826_193936 20160826_194639 20160826_195251 20160826_195407 20160826_195410 20160826_195417