Moradores de Araripina sofrem com surto de muriçoca

Época tradicional do ano por conta das chuvas e das altas temperaturas no Sertão de Pernambuco, os pernilongos domésticos ou muriçocas, se reproduzem em diversas partes do perímetro urbano de Araripina, como calhas entupidas, galerias de água pluvial entupidas, fossas, córregos contaminados com esgoto, piscinões e calçadas quebradas, que permitem o acúmulo d’água.

De praticamente todos os bairros de Araripina, várias pessoas já reclamaram da infestação do mosquito durante o turno da noite, no qual mesmo com as precauções mais básicas – uso de repelente, aplicação de veneno sintético e uso de redes protetoras – não há um resultado eficaz para acabar com a epidemia dentro do município e o Poder Público Municipal pouco participa até agora, de atividades que visam o combate dos focos das muriçocas.

Procurado para comentar o assunto, Edson Jacó, chefe de gabinete da prefeitura municipal de Araripina, informou à redação do AF News que começa hoje, segunda-feira (14), os programas de combate ao mosquito pernilongo idealizados pela Secretaria de Saúde da cidade. Agora resta saber se será uma medida realmente eficaz que poderá trazer conforto para as famílias de Araripina.

Foto: Bode Gaiato.

AF News/Rômulo/Foto: Acervo da Prefeitura.