Grupo das oposições lança manifesto nesta segunda contra projeto de reeleição de Paulo Câmara

O primeiro passo para consolidar o grupo das oposições em Pernambuco para confrontar o projeto de reeleição do governador Paulo Câmara (PSB) será dado hoje no Recife. Intitulado ‘Pernambuco Quer Mudar’, o ato político será realizado às 17h, na Arcádia do Paço Alfândega, sob a liderança dos senadores Armando Monteiro Neto (PTB) e Fernando Bezerra Coelho (PMDB), os ministros de Minas e Energia, Fernando Filho (sem partido) e da Educação, Mendonça Filho (DEM), e o deputado federal Bruno Araújo (PSDB). A ideia é construir “uma nova” proposta com argumentos que possam encerrar o ciclo do PSB no estado iniciado com a eleição de Eduardo Campos em 2006.

O discurso de mudança, inclusive, está presente nas palavras dos líderes do movimento. “As pessoas estão frustradas com os resultados apresentados por essa gestão, que não tem projeto. O estado está estagnado, apresenta a maior taxa de desemprego do país, e sendo ultrapassado pelos (Estados) vizinhos“, argumentou Fernando Bezerra.

As oposições estão se organizando para apresentar alternativas aos pernambucanos e pernambucanas em 2018. Essa reunião marca o primeiro grande ato público nesse sentido”, acrescentou.

Ao avaliar a realização do encontro, Armando Monteiro foi na mesma linha. “É um evento que pretende mostrar que essas forças de oposição reconhecem que há um sentimento de que o Estado está vivendo um certo marasmo e nós, enquanto autoridades, estamos sintonizados com isso“, observou o senador. Logo na abertura da reunião, de acordo com o petebista, será apresentado um diagnóstico sobre a atual situação de Pernambuco, com base em dados fornecidos por instituições que atuam nesse acompanhamento.

O material que será exibido terá com foco não apenas a questão da violência, um dos calos do governo Paulo Câmara, de acordo com os organizadores, mas problemas que afetam as áreas da saúde, educação, infraestrutura hídrica e mobilidade, por exemplo. “Será uma avaliação de todo estado por meio de informações que são públicas e divulgadas por instituições idôneas”, disse Armando. Após a apresentação do raio x do estado, o microfone será aberto para os depoimentos.

Candidaturas

Sobre a movimentação dos oposicionistas, o senador explicou que no momento não existe definição sobre candidaturas. “Todas essas lideranças têm condições (de disputar o governo estadual). Então, esse é um bom problema para oposição. Enquanto uns não têm ninguém, nós temos ótimos quadros para lidar com uma proposta nova para Pernambuco. Mas essa discussão ocorrerá mais pra frente“, ressaltou Armando.

Além do encontro no Recife, o grupo também vai visitar todas as regiões do estado para ouvir moradores. “Vamos colher sugestões para construírmos um projeto que possa recolocar Pernambuco na posição de liderança que ele sempre ocupou no Nordeste“, frisou Fernando Bezerra Coelho. Os ex-governadores João Lyra Neto e Joaquim Francisco, ambos do PSDB, também estão entre os líderes do movimento. (Fonte: Diário de PE/foto: Blog do Carlos Britto/arquivo)

Deixe uma resposta