DataPonto deputado Federal – Lista dos candidatos com mais chance de se eleger

Do Blog Ponto de Vista – Confira na íntegra

Depois do sucesso da lista divulgada no dia 16 de agosto, que apontou os candidatos que disputam com competitividade as 25 vagas para a Câmara Federal, o Blog Ponto de Vista ousa mais uma vez e anuncia uma lista mais atualizada e restrita das previsões para a disputa deste ano.

A necessidade desta nova rodada se dar pelo fato da dinâmica política apresentada durante este período, uma vez que ocorreram várias mudanças nas correlações de forças de alguns candidatos, seja na ampliação das bases, perda de espaço e até mesmo desistências.

Vale deixar claro que a lista não é uma pesquisa eleitoral, mas sim uma consulta minuciosa a presidentes de partidos, prefeitos, deputados, pré-candidatos e lideranças de diversos municípios do estado, além de uma análise da conjuntura política em geral onde apresentarei os principais nomes que possuem chances reais de participarem da nova configuração da bancada pernambucana na Câmara Federal a partir de 2019. Para tanto, tomei o cuidado de realizar um trabalho imparcial que preza pela busca por um resultado que se aproxime ao máximo a verdade eleitoral que será apresentada após o fechamento das urnas no dia 7 de outubro.

Diferente da eleição de 2014, quando naquela ocasião apenas 3 coligações conseguiram eleger deputados, neste ano a expectativa é de que cresça para 5 o número de coligações que deverão conquistar vagas na Câmara Federal.

Na eleição de 2014 o cociente eleitoral ficou em pouco mais de 179 mil votos.  Este número se deu porque apenas 5,3 milhões dos 6,3 milhões de eleitores pernambucanos da época compareceram às urnas, no entanto, dos que compareceram apenas 4,483 milhões de votos foram computados como válidos, uma vez que brancos e nulos chegaram a mais de 800 mil votos. Agora, com apenas um acréscimo de pouco mais de 3% no número de eleitores, mas com uma forte tendência de abstenção não-presencial (ausência do eleitor) e presencial (brancos e nulos), a expectativa é que o cociente baixe para em torno de 165 / 170 mil votos.

Antes de mostrar os prováveis eleitos por coligação, o Blog Ponto de Vista ousa em sugerir aqueles que deverão ficar no topo entre os mais votados. Segue palpite:

1 – Eduardo da Fonte (PP)

2 – João Campos (PSB)

3 – Pr. Eurico (Patriotas)

4 – André Ferreira (PSC)

5 – Marília Arraes (PT)

Segue a listas com os nomes que despontam e que estão na briga pelas vagas. Levamos em consideração colocar os citados em ordem alfabética.  Então, vamos às projeções:

Coligação Pernambuco Vai Mudar com seus deputados federais  (PTB/DEM/PSDB/PRB/Podemos/PPS)

A coligação chegar próximo de 1 milhão de votos, conquistando desta forma 5 vagas diretas e uma pela sobra na certeza.

Despontam:

1 – André Ferreira (PSC)

2 – Daniel Coelho (PPS)

3 – Fernando Filho (DEM)

4 – Ricardo Teobaldo (Podemos)

5– Sílvio Costa Filho (PRB)

Na briga pela 6ª vaga: 

1 – Betinho Gomes (PSDB)

2 – Vinícius Mendonça (DEM)

3 – Ossésio Silva (PRB)

4 – Zeca Cavalcanti (PTB)

*O ponto de corte desta coligação deverá ficar em torno de 90 mil votos.

Coligação Frente Popular de Pernambuco para deputado federal (PSB/MDB/PSD/PC do B)

A coligação tem chances de chegar próximo de 1,2 milhão de votos, conquistando desta maneira 7 cadeiras de forma direta.

Despontam:

1 – André de Paula (PSD)

2 – Danilo Cabral (PSB)

3 – Felipe Carreras (PSB)

4 – João Campos (PSB)

Na briga pelas outras três vagas:

1 – Milton Coelho

2 – Gonzaga Patriota

3 – Raul Henry

4 – Tadeu Alencar

5 – Renildo Calheiros

Coligação em 1º Lugar (PP/PR/SOLIDARIEDADE/PMN)

A coligação deve superar os 800 mil votos, conquistando desta forma 4 vagas de forma direta, além de uma boa média para levar sem medo a 5ª vaga.

Despontam:

1 – Augusto Coutinho (Solidariedade)

2 – Eduardo da Fonte (PP)

4 – Sebastião Oliveira (PR)

Na briga pelas outras duas vagas:

1 – Fernando Monteiro (PP)

2 – Henrique Queiroz (PR)

3 – Kaio Maniçoba (Solidariedade)

4 – Marinaldo Rosendo (PP)

*O ponto de corte desta coligação deverá ficar em torno de 80 mil votos.

Chapinha do (PT)

Apesar desta chapinha possuir poucos candidatos com votações expressivas, ela conta ao seu favor com uma puxadora de votos (Marília Arraes) e com a histórica votação que o PT sempre obtém de votos de legenda, por esta razão tem tudo para conquistar duas vagas diretas e ainda brigar por uma outra na sobra. A expectativa é de que a chapinha do PT supere os 400 mil votos.

Despontam:

1 – Marília Arraes

2 – Odacir Amorim

Na briga pela possível terceira vaga:

1 – Carlos Veras

2 – Fernando Ferro

*A depender da disputa por uma vaga pela sobra, o PT pode emplacar um terceiro nome com pouco mais de 30 mil votos.

Coligação PATRIOTAS 

Na possibilidade do Pr. Eurico no mínimo repetir a votação da eleição passada, quando superou os 230 mil votos, há uma chance real do Patriotas alcançar de forma direta a segunda vaga ou brigar por ela de forma bastante competitiva. 350 mil votos é o que é esperado para esta chapinha.

Desponta:

1 – Pr. Eurico

Na briga pela segunda vaga estão:

1 – Davi Muniz

2 – Paulo Roberto

*O ponto de corte deve ficar em torno de 40 mil votos

Coligação O Pernambuco que você quer (PROS/PDT/AVANTE)

Com apenas 3 candidatos que devem ficar em torno de 70 e 100 mil votos, esta coligação aposta as suas fichas na votação de Túlio Gadelha e os demais candidatos para conquistar duas cadeiras. 310 mil votos é uma possibilidade alcançável nesta coligação.

Desponta:

1 – João Fernando Coutinho (PROS)

Na briga pela segunda vaga

1– Adalberto Cavalcanti (Avante)

2 – Wolney Queiroz (PDT)

*O ponto de corte deve ficar em 80 mil votos

Coligação Avança Pernambuco (PV/PSL/PHS/PRTB)

Com poucos candidatos que podem superar os 30 mil votos esta coligação também aposta no fator Bolsonaro (votos de legenda do PSL) para buscar conquistar duas cadeiras na Câmara Federal. No meio político esta coligação é vista com potencial de superar com facilidade a barreira dos 200 mil votos, o que já lhe garante uma vaga direta.

Desponta:

1 – Luciano Bivar (PSL)

Na briga por uma possível 2ª vaga:

1 – Dr. Saulo (PRTB)

2 – Evandro Alencar

3 – Fernando Rodolfo (PHS)

4– Jorge Carrero (PV)

5 – Nunes Rafael (PHS)

*O ponto de corte deverá ficar em torno de 25 para a segunda vaga.

Os demais partidos e coligações não possuem chance de conquistar nenhuma das cadeiras 25 cadeiras para a Câmara Federal.