Araripina: Moradores de Gergelim estão recebendo água escura nas torneiras

Moradores do distrito de Gergelim em Araripina, Sertão do Araripe, estão reclamando da qualidade da água que está chegando nas torneiras. Desde o domingo dia 11, os moradores estão recebendo nas torneiras uma água escura, que parece até ser de esgoto.

Uma moradora entrou em contato com a nossa redação para reclamar. Segundo ela, o fato está acontecendo desde domingo, a moradora disse ainda que não sabe a quem recorrer para resolver esse problema.

A responsabilidade do abastecimento de água é a Compesa, nossa equipe tentou contato com a diretoria, más não conseguimos falar com ninguém. Deixamos o espaço aberto para representantes do órgão se explicar sobre esse caso que está acontecendo em Gergelim.

AF News/redação/Foto: Reprodução

Vejas mais fotos

 

Araripina será destaque em evento no Recife que debaterá tecnologias de produção de forragem no semiárido pernambucano

Lideranças empresariais, governamentais e técnicos de todo o estado se reunirão nesta segunda (12) num hotel do Recife, das 8h30 às 12h, para buscar alternativas que possam mitigar as pressões da estiagem na região semiárida de Pernambuco. Essa é a expectativa para a 7 ª Sessão do Fórum Permanente de Convivência Produtivas com as Secas 2018, que apresentará a palestra ‘Tecnologia de produção de forragem  em áreas áridas’, do pesquisador americano da Texas A&M University, James Muir.

Na ocasião, produtores, empresários, acadêmicos e representantes do Poder Público conhecerão alternativas aplicadas pelos Estados Unidos, através do uso de tecnologias, que possibilitam o conservação, armazenamento e estoque do rebanho para atender os longos períodos de estiagem.

Segundo informações da Federação da Agricultura do Estado (Faepe), uma das características da região semiárida do Nordeste e de Pernambuco, em particular, é a ocorrência de secas frequentes com consequências previsíveis e sempre negativas sobre a produção agrícola e pecuária. “Este tipo de informação é crucial para previsões de situações de emergência e respostas ágeis quando da ocorrência de períodos sem água e alimentação”, explica Pio Guerra, presidente da Faepe e do Fórum das Secas.

Visitas técnicas

Na terça (13), o pesquisador norte-americano, acompanhado do coordenador do Fórum, Geraldo Eugênio e equipe, conhecerá experiências exitosas de produção tecnificada no município de Araripina (PE), Sertão do Araripe (foto). A primeira parada será no Rancho Jota, que desenvolve um sistema de alimentação de caprinos e ovinos, com Banco de Energia (palma adensada) e com  Banco de Proteína (leucina). Em seguida, Muir visitará o Sítio Riacho Fundo – experiência da Escola Aberta Integrada e Sustentável. O trabalho de campo se encerra no JP Ranch, referência na produção de palma adensada com irrigação por gotejamento para alimentação de ovinos. O Fórum das Secas é uma iniciativa da Faepe, em parceria com o Sebrae-PE.

Blog do Carlos Brito/Foto: Reprodução

Enem 2018 tem o menor número de ausentes em dois anos

Com 5,5 milhões de inscritos, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 registrou o menor número de ausentes nos dois dias de prova desde 2016, segundo o Ministério da Educação (MEC). Em 4 de novembro, primeiro dia da prova, 24,9% dos alunos não se apresentaram para o exame, 4,9 pontos porcentuais a menos do que o ano passado. No segundo dia, 29,2% dos candidatos faltaram, 2,8 pontos porcentuais a menos.

De acordo com o ministro da Educação, Rossieli Soares, maior número de ausências no segundo dia já é esperado por conta de eventuais problemas de logística dos alunos ou de desistências. “Historicamente a ausência no segundo dia sempre é maior, pois há alunos que acabam desanimando por algum acontecido do primeiro dia“.

Em São Paulo, o total de participantes que não se apresentaram nos locais de prova foi maior que a média nacional: 26,7% e 32,4%, respectivamente. O Estado teve 937 mil alunos cadastrados no exame.

Segundo o MEC, nenhuma ocorrência que tenha impedido a execução das provas foi registrada neste domingo. Diferentemente dos outros anos, não haverá a reaplicação do exame.

Eliminações

Neste segundo dia, 64 pessoas foram eliminadas do Enem por descumprimento de regras gerais do edital, o que inclui ausência da sala antes do horário permitido e utilização de material impresso. Além disso, um inscrito se recusou a fazer a coleta de dados biométricos e um aluno foi retirado do exame após passar pela revista no detector de metais.

Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Maria Inês Fini ressaltou o lançamento da página de registros de ocorrências, recurso inédito na realização do Enem. No portal do participante, no site do Inep, alunos poderão avisar a partir da segunda-feira, dia 12, sobre problemas durante a prova que possam ter afetado no resultado. (Fonte: Portal Terra)

Ouricuri: Mulher comete suicídio

Jéssica Gabriele Freire, de 40 anos, cometeu suicídio ingerindo comprimidos e cortando os pulsos na noite de sábado (10) para domingo (11) em sua residência no bairro Santa Maria em Ouricuri, nas proximidades do Ponto de Apoio.

Segundo informações, Jéssica morava sozinha, tinha um filho que reside com os avós no bairro Santo Antonio em Ouricuri e a mesma estava depressiva e que já havia tentado tirar a própria vida a cerca de dois meses.

O corpo de Jéssica foi enviado para necropsia no Instituto de Medicina Legal (IML) Petrolina na madrugada desta segunda-feira (12). (Cariri Filho)

Sergio Moro vai virando um Posto Ipiranga do B

Já se sabia que Paulo Guedes será, sob Jair Bolsonaro, o Posto Ipiranga da Esplanada dos Ministérios, mentor de todas as soluções na área econômica. Tomado pelo conteúdo de suas entrevistas, Sergio Moro parece ambicionar a condição de Posto Ipiranga do B, dono das respostas ético-jurídicas do futuro governo.

Na sua entrevista mais recente, Moro disse que atuará como conselheiro de Bolsonaro quando estiver em jogo a idoneidade de outros ministros. Denunciados por corrupção devem ser demitidos? “Se a denúncia for consistente, sim”, declarou o futuro ministro da Justiça ao programa Fantástico.

Moro prosseguiu: “Eu defendo que, em caso de corrupção, se analise as provas e se faça um juízo de consistência, porque também existem acusações infundadas, pessoas têm direito de defesa. Mas é possível analisar desde logo a robustez das provas e emitir um juízo de valor. Não é preciso esperar as cortes de Justiça proferirem o julgamento.”

“Eu não assumiria um papel de ministro da Justiça com o risco de comprometer a minha biografia, o meu histórico”, afirmou Moro, ao reiterar que obteve de Bolsonaro o compromisso de que o novo governo não oferecerá escudo a suspeitos de corrupção. Cinco dias antes, em entrevista coletiva, Moro dissera que sua presença no governo dissiparia até os receios de retrocesso democrático.

Leia artigo na íntegra clicando ao ladoSergio Moro vai virando um Posto Ipiranga do B 

Josias de Souza

França prefeito de SP em 2020 em lugar de Doria

Dirigentes do PSB querem que o governador Márcio França, derrotado pelo tucano João Doria na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes, saia candidato a prefeito de São Paulo em 2020.

França recebeu 58% dos votos na capital, onde a rejeição a Doria aumentou após sua decisão de abandonar a prefeitura para concorrer às eleições estaduais. O governador disse ao PSB que vai pensar no assunto. (Blog do Magno Martins)

Farra de vereadores em boate com dinheiro público

A Câmara Municipal de Iacanga, em SP, deve votar no dia 19 proposta de abertura de comissão para investigar o uso de dinheiro público por cinco vereadores na boate de luxo Bomboa, na capital.

A acusação se baseia em notas fiscais de R$ 340 e R$ 370 apresentadas à Casa como prestação de contas de viagens oficiais feitas em junho de 2017 e de 2018.

O Ministério Público de SP já entrou com ação contra os parlamentares, citando que o local, apresentado como restaurante, “é predominantemente destinado à satisfação da lascívia”. Os investigadores afirmam que o local é frequentado por garotas de programa.(Mônica Bergamo)

Após anos abandonada por gestão anterior, obra de creche em Lagoa do Barro segue em ritmo acelerado

A creche do distrito de Lagoa do Barro – que no começo de sua construção foi objeto de investigação da Polícia Federal por desvio de recursos na gestão anterior – está com as obras bem avançadas. Segundo a Secretaria de Educação, a creche deverá ser entregue no início do próximo ano.

O equipamento tem capacidade para 120 crianças e dispõe de banheiros com acessibilidade, sala de professores, refeitório, pátio coberto, parquinho, sala de repouso, fraldário, depósito para lixo orgânico e reciclável e muito mais.

O prefeito Raimundo Pimentel fez uma vistoria na obra ao lado de Evilásio Mateus – presidente da Câmara Municipal e representante do distrito. Durante a visita, Pimentel disse que a creche é um sonho da população e que muitos nem tinham mais esperança que fosse concluída por ter sido tanto tempo abandonada pela gestão passada.

“Esse equipamento já poderia estar recebendo muitas crianças, mas infelizmente a obra foi objeto de investigação por desvio de verbas federais. A comunidade de Lagoa do Barro nem acreditava mais que essa obra seria retomada, mas assumimos a prefeitura, destravamos a obra e logo, logo vamos inaugurar. Os pais e mães desse querido distrito vão se orgulhar em deixar seus filhos num local organizado e com alimentação escolar premiada pelo Ministério da Educação”, disse Pimentel.

SECOM/Foto: Bruno Rostand 

Cerveja de mandioca beneficia agricultores de Araripina

ARARIPINA (PE) – Vilmar da Silva Carvalho, 58 anos, anda com firmeza pela plantação de mandioca de 80 hectares que mantém na Serra da Torre, no município de Araripina, a 680 km do Recife. Com agilidade, o agricultor arranca da terra a raiz que é motivo de alegria. “Costumo dizer que eu tenho três mães. A do Céu, que é Nossa Senhora; a da terra, que me trouxe ao mundo e esta daqui, que deu minha riqueza, é a mãedioca”, sorri.

A satisfação com o trocadilho tem explicação. Seu Vilmar comemora a boa safra possibilitada pelo inverno, que aumentou a produção em torno de 30%. Celebra também o novo mercado que se abriu a partir deste ano. A família de seu Vilmar, junto com outras cinco da região do Araripe, foi escolhida pela cervejaria Ambev para fornecer a mandioca que compõe a receita de sua nova bebida: a cerveja Nossa. Lançada há dois meses, ela é produzida em Itapissuma, Região Metropolitana do Recife, com receita exclusiva que leva amido em sua composição. O amido vem das mandiocas plantadas por pequenos agricultores do Araripe.

“Antes, toda nossa produção de mandioca era para fazer farinha ou goma de tapioca. Mas produzir farinha é caro porque gasta muita energia elétrica e água”, diz Gilmar Carvalho, filho de seu Vilmar. Ele diz que a família acabava na mão do atravessador, que pagava “o quanto queria” pela raiz. “Abaixo de R$ 150 a tonelada não compensa nem produzir”, diz ele, explicando que o preço do produto varia muito ao longo do ano, podendo cair muito ou passar dos R$ 350 a tonelada, dependendo da oferta e da procura. Com a entrada de um comprador de grande porte, como a Ambev, os produtores têm o preço garantido para aquela safra, o que acaba gerando lucros maiores.

MANDIOCA

Quem também fez as contas foi Silvano Moraes Coelho. Filho e neto de agricultores, ele havia escolhido outro destino. Lecionou geografia por dez anos em escolas públicas de Araripina. Mas há dois anos, largou a sala de aula e decidiu mapear as possibilidades da Serra do Inácio, já quase na divisa com o Piauí. A altitude de 860 metros acima do nível do mar é boa para a mandioca, ensina Silvano, mostrando que não esqueceu as lições de geografia. “Comecei a cuidar da roça de 50 hectares de mandioca junto com meus irmãos e primos. Em junho, vendi 150 toneladas para a Ambev. Agregou valor e deu moral ao nosso produto”, diz Silvano, que já planeja ampliar a área plantada para 100 ou 120 hectares no próximo ano, caso o inverno seja tão bom quanto foi em 2018.

O engenheiro agrônomo da Ambev, Vitor Pistoia, explica que desde o início, a ideia era ter um novo produto que tivesse a ver com a cultura local. “Há dois anos, pensamos em produzir uma cerveja que fosse feita em Pernambuco, para ser vendida apenas no Estado e com um viés social.” Vitor, que é gaúcho, visitou várias vezes a região do Araripe em busca dessas famílias. “Usamos como critério para a seleção dos agricultores os que mantêm boas práticas de manejo do solo, preservação do meio ambiente e sintonia com o compliance da Ambev”, diz. Apesar de não revelar números de produção ou mesmo de investimentos, Vitor Pistoia garante que o projeto ainda está em fase inicial e tem bastante espaço para crescer. Até o fim do ano, a expectativa é de que a cerveja pernambucana esteja disponível em 10 mil pontos de venda no Estado.

A chegada da Ambev em Araripina fez a roda da economia girar. Uma fábrica de fécula de mandioca foi contratada pela Ambev para produzir o amido usado na cerveja. A empresa estava praticamente parada desde a sua inauguração, há seis anos. Uma seca que durou todo esse período fez a produção cair, inviabilizando o investimento de R$ 30 milhões. “Hoje estamos processando 200 toneladas de mandioca por dia, mas temos capacidade para processar até 600 toneladas”, afirma Cristiano Coelho, gerente da Amido Maxx, que emprega 25 pessoas e compra a raiz por R$ 250 a tonelada.

Edilson Vieira Repórter de Economia do JC / Foto: Rafael Martins

Empresário morre em acidente na rodovia Asa Branca entre Exu (PE) e Crato (CE)

O Setor empresarial de Juazeiro do Norte está de luto com a morte do empresário Arnaldo Veículo. Ele morreu em um acidente envolvendo o veículo ao qual ele estava um Fiat Strada e uma Scania. A fatalidade aconteceu no final da tarde desta quinta-feira (8), por volta das 17h30, na Rodovia Asa Branca, via que liga os municípios de Exu (PE) e Crato (CE).

Arnaldo Cardoso Lobo, tinha 54 anos de idade, popularmente Arnaldo Veículo, era empresário do ramo de automóveis bastante conceituado na Região do Cariri cearence.

Segundo as informações do setor policial que atendeu a ocorrência, o acidente com vítima fatal aconteceu quando Arnaldo Veículo estava na Rodovia Asa Branca, ao volante do Fiat Strada bateu de forma violenta contra a Scania, o impacto da colisão foi tão violenta que nem o airbag o protegeu, ainda segundo as informações iniciais, Arnaldo ao volante do Fiat no momento da colisão não fazia uso do cinto de segurança, sofreu uma forte pancada na cabeça e veio a óbito no local do acidente, o motorista da Scania permaneceu no local.

Depois do acidente em que Arnaldo Veículos faleceu no local, os órgãos de Segurança Pública foram acionados e adotaram as medidas cabíveis na organização do trânsito na Rodovia Asa Branca, o corpo foi removido das ferragens do Fiat e trasladado chegando a Juazeiro do Norte nesta sexta-feira (9), por volta das 04h30 da madrugada.

O corpo do empresário Arnaldo Veículos está sendo velado no Centro de Velório Anjo da Guarda em Juazeiro do Norte, o sepultamento será no final da tarde de hoje (9).

Fonte: Diário do Cariri / Foto: reprodução