Candidatos devem detalhar declaração de bens a partir desta segunda

Os candidatos a cargos públicos nas eleições neste ano terão de detalhar, a partir desta segunda-feira (20/8), a declaração de bens divulgada durante o período de registro das candidaturas. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) implantou um sistema para permitir a divulgação mais detalhada do patrimônio declarado.

Todas as informações incluídas estarão disponíveis no DivulgaCandContas, sistema utilizado pelo TSE para a divulgar candidaturas e as prestações de contas dos candidatos e dos partidos políticos em todo o Brasil.

Os tribunais regionais intimam, ainda nesta segunda, os partidos para fornecer esses dados. “O TSE entende que a complementação dessa informação, pelas legendas, amplia a transparência e o controle social sobre os dados prestados”, diz a nota do tribunal.

Relembre
Os candidatos à Presidência da República neste ano declararam à Justiça Eleitoral valor recorde em patrimônio: R$ 833 milhões, somados os bens dos 13 concorrentes à sucessão do presidente Michel Temer. Na última eleição presidencial, a soma dos bens informados pelos 11 candidatos era de R$ 11 milhões (em valores nominais).

valor do patrimônio dos postulantes chega perto do orçamento de 2018 do Fundo Partidário (R$ 888 milhões), criado para bancar as despesas para o funcionamento das siglas, mas que pode ser aplicado nas campanhas.

Por Metropoles