PF faz apreensão em casa de amigo de Humberto Costa

Agentes da Polícia Federal saíram às ruas na manhã desta terça-feira (21) para cumprir 14 mandados de busca e apreensão da Operação Lava Jato em Pernambuco, Alagoas, Brasília, Bahia e Rio de Janeiro. Os mandados foram baseados nos depoimentos de delação premiada da empreiteira Odebrecht e autorizados pelo ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os alvos desta terça são pessoas ligadas aos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Valdir Raupp (PDMB-RO) e Humberto Costa (PT-PE). Os parlamentares, no entanto, não são alvo de mandados.

A operação desta terça partiu de um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e foi autorizada pelo STF porque o tribunal é responsável pelas investigações na Lava Jato que envolvam políticos com foro privilegiado. O G1 entrou em contato com as assessorias dos quatro senadores, mas não havia obtido resposta até a última atualização desta reportagem.

Acompanhados pelo Ministério Público Federal (MPF), os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão no Edifício Maria Beatriz, na Avenida Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Os agentes foram à casa do empresário Mário Barbosa Beltrão e de Sofia Nogueira Beltrão, segundo apuraram a TV Globo e o G1. A TV Globo ligou para a casa do empresário, mas informaram que ele não estava e não passaram outro contato.

De acordo com a PF em Pernambuco, os documentos e materiais apreendidos estão sendo encaminhados para a sede do órgão, no Cais do Apolo, região central do Recife, de onde serão remetidos para Brasília. A Polícia Federal apontou ainda que as investigações seguem em segredo de Justiça. Na capital federal, os agentes da polícia fizeram buscas na empresa Confederal, de transporte de valores. O mandado na Confederal tem como alvo pessoa ligada ao senador Eunício Oliveira, segundo as investigações.

Governo não interfere na eleição da UVP

Em audiência na Casa Civil, quarta-feira passada, o Palácio garantiu neutralidade na eleição da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP). “O secretário Antônio Figueira repetiu as palavras do governador Paulo Câmara, ditas em Sertânia. Ele apontou que os próprios vereadores sabem o que é melhor para a classe”, garantiu o presidente da Câmara Municipal de Sertânia, Antônio Henrique Ferreira, que também acompanhou a visita do governador à cidade na semana passada.

Filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) há quase 30 anos, Antônio Henrique é candidato a vice-presidente na chapa encabeçada por Josinaldo Barbosa de Araújo, de Timbaúba, nas eleições da UVP. Segundo Antônio Henrique, a  chapa contempla as mais variadas tendências, tornando-se assim uma organização apartidária, que agrupa vários municípios, priorizando a representatividade de todas regiões do Estado.

Para o candidato, essa descentralização e despartidarização são o destaque e o ponto mais importante a ser levado em consideração. “Nossa chapa pretende dar continuidade a luta e ainda mais transparência às ações da UVP, que é o que interessa ao povo de Pernambuco, sobretudo aos eleitores dos municípios associados”, comentou. O pleito acontece no próximo sábado, em Bonito, no Agreste pernambucano, durante congresso que vai reunir mais de 90 Câmaras Municipais e seus representantes

Banco do Brasil é multado em R$ 4 milhões por não adequar agências alvo de explosões

O Banco do Brasil foi multado em R$ 4 milhões devido ao descumprimento da reabertura das agências atingidas por ações criminosas. A sentença foi dada após o julgamento administrativo da instituição financeira pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco e do Procon. Em continuidade às audiências, Caixa Econômica Federal informou que apenas duas agências haviam sido alvo de explosões, em Ponte dos Carvalhos e em Gaibu, e que ambas já estariam com os serviços restabelecidos. Caso o Procon verifique que são informações inverídicas, a CEF será submetida a medida cautelar e multa de R$ 100 mil.

De acordo com o Procon, os bancos que tiveram terminais de autoatendimento ou agências explodidos para roubo estão sendo investigados desde agosto passado. Na última audiência, realizada em fevereiro deste ano, o órgão de Defesa do Consumidor propôs um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que as instituições reforçassem a segurança, mas o documento não foi assinado por nenhuma financeira.

Entre os pontos propostos pelo TAC estavam: a submissão do plano de segurança adotado à Polícia Federal; a efetivação das medidas de segurança voltada à total inutilização de cédulas; a devolução e suspensão das cobranças bancárias dos consumidores que estão com suas agências fechadas; e o restabelecimento do funcionamento efetivo. Todos os bancos apresentaram defesa adiantando que as agências que tinham sido atingidas já estavam com os serviços restabelecidos. 

Apenas o Banco do Brasil continua com as agências atingidas no interior do estado fechadas. Segundo os bancos, as taxas de serviços bancários não estavam sendo cobradas aos correntistas das agências que estavam fechadas e que em caso da efetivação da cobrança os valores serão estornados. O Banco do Brasil alegou que a devolução não seria necessária, visto que o consumidor teria alternativas para realizar operações bancárias. Em contrapartida, o Procon/PE entende que essa atitude retira o direito de escolha do consumidor.


MULTA: 

A decisão de multa é fundamentada em infração gravíssima e destaca entre os fatores: defeitos de prestação de serviço coletivo e cobrança de taxas a consumidores por serviços bancários durante o período de não funcionamento. O Banco do Brasil terá o prazo legal de 10 dias para apresentar recurso. O Procon/PE também enviou um ofício para a Polícia Federal para que, como órgão competente, fiscalize todos os bancos com o objetivo de verificar se a operação das agências estão seguindo a legislação de segurança. (Do: Diário de PE)

Polícia apreende armas, celulares e drogas em presídio do Sertão de PE

As celas da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, foram revistadas nesta segunda-feira (20). Durante a fiscalização foram apreendidos celulares, bebida alcoólica, drogas e armas.

A ação foi realizada pela Polícia Militar e agentes penitenciários em 20 celas. Foram encontrados celulares, quatro facas industriais, quatro tesouras, 11 barrotes, além de carregadores de celular, fones de ouvido, bebida alcoólica, maconha e cocaína.

Todo o material recolhido foi encaminhado para o setor de segurança do presídio.

Após FPM zerado e bloqueios judiciais de 50 mil reais, Prefeitura de Padre Marcos não pagará a Câmara Municipal em março

Desde o dia 10 de janeiro, a Prefeitura Municipal de Padre Marcos – PI tem sofrido com os constantes recolhimentos de verbas do Fundo de Participação dos Municípios, FPM. Os sequentes problemas são decorrentes das retenções feitas pelo INSS, por conta de débitos municipais que foram se arrastando em gestões anteriores.

Nesta segunda-feira (20), a gestão foi novamente surpreendida com a quinta retenção em menos de 3 meses, esta no valor de R$ 44.000,00, feita pela Receita, zerando o repasse pela quarta vez este ano.

Além da problemática das dívidas junto ao INSS, a prefeitura sofreu também o bloqueio de verbas da saúde, sendo uma no valor de R$ 34.00,00 e outra de R$ 16.000,00; sendo esta última referente a ação judicial movida por sindicato de odontologia na administração passada quando, segundo informações, a gestão da época não providenciou defesa no dia do julgamento da ação (dezembro de 2016) contra a prefeitura.

De acordo com o prefeito Valdinar Silva, os últimos trágicos acontecimentos, somados à nova retenção de hoje (20), inviabilizam a realização de serviços básicos no município, bem como o pagamento de funcionários e inclusive o da Câmara Municipal de Vereadores, a qual estava destinada o recente repasse retido.

Em conversa com o Piauí em Foco, o prefeito Valdinar tornou a considerar a situação inviável para uma administração mínima. “Mais uma vez estamos com os pés e as mãos atadas por conta das dívidas acumuladas no passado. Com esses débitos altíssimos que deixam as contas zeradas e agora ainda com esses bloqueios, não temos condições de manter os serviços essenciais do nosso município, desde os básicos aos mais completos e nem de pagar as folhas”, relatou.

Preocupado com a situação, o gestor tem buscado, através de sua assessoria jurídica, resolver os problemas financeiros do município, tentando resolver os pagamentos das dívidas de forma negociada, visando impedir a retenção de 100% das verbas repassadas à prefeitura. (Fonte: Piauí em Foco)

Peixe de 31 kg é pescado na Barragem de Estreito em Francisco Macedo

Na manhã do último  sábado (18), um pescador de São João da Canabrava conseguiu uma façanha que é para poucos. Nas águas da Barragem do Estreito, no município de Francisco Macedo, a 391 km de Teresina, ele pescou com um engancho dois tambaquis, um de 30 quilos e outro de 31 quilos.

De acordo com o filho do pescador, John Maklow Costa, que reside no bairro Aparecida, em São João da Canabrava, essa foi a primeira vez que seu pai pescou peixes tão grandes. “É algo muito raro de acontecer, até agora ainda não estou acreditando, foi muita sorte”, disse.
Assim como o reservatório de Bocaina, a Barragem do Estreito enfrenta uma das piores secas dos últimos anos e está com apenas 10% de sua capacidade de hídrica.
Canabrava News / Cidade na Net

Abertura da Sala do Empreendedor – Nova data

A abertura da Sala do Empreendedor de Araripina tem nova data. Será nessa quinta-feira, 23, a partir das 19h na Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL de Araripina. Venha participar dessa grande conquista para os empreendedores da nossa cidade!

Nova etapa da Lava Jato acontece em Pernambuco

Uma nova etapa da Operação Lava Jato está em andamento na manhã desta terça-feira. Autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), essa fase prevê ação da Polícia Federal no estado de Pernambuco.

A PF ainda não divulgou quem são os alvos. Mais informações em breve.

Outra fase da operação que ocorreu em Pernambuco foi a 33ª etapa, batizada como Resta Um, que mirou a construtora Queiroz Galvão e os executivos Idelfonso Collares Filho e Othon Zanoide Filho. Esta investigação dizia respeito à supostos desvios em obras, executadas pela construtora, no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), na Refinaria Abreu e Lima, no litoral sul de Pernambuco, e em diversas outras refinarias, como a do Vale do Paraíba, Landulpho Alves e de Duque de Caxias.

Deputada Socorro Pimentel ressalta a ineficiência do Governo no combate a violência em Pernambuco

Na tarde de ontem, 20, a deputada Socorro Pimentel foi à tribuna da Assembleia Legislativa para falar dos altos índices de violência que vêm tomando conta do Estado. A parlamentar criticou a ineficiência do Poder Executivo em conter a criminalidade em Pernambuco.
“O Governo do Estado de Pernambuco divulgou na quarta-feira (15/03) números alarmantes sobre a violência em nosso Estado. O secretário de Defesa Social, Ângelo Gioia, admitiu que em 2017 já são quase mil homicídios em dois meses. Estamos vivendo uma política de segurança falida; Destroçada por interesses e falhas de gestão.
Uma política de segurança que desvaloriza, desestimula e desprotege o policial; Que menospreza a vida das pessoas que saem todos os dias às ruas, sem saber se voltam pra casa”, disse.
Outro ponto levantado por Socorro Pimentel durante a reunião foi a vulnerabilidade da mulher diante desse quadro. “Em meio à incapacidade da cúpula da segurança pública de Pernambuco de encontrar soluções que reduzam, de forma responsável, os números de guerra civil, os crimes passam a fazer parte da rotina das pessoas.
A violência é banalizada em suas formas mais bárbaras. Nós mulheres somos a parte mais vulnerável desse cenário. Já temos uma média de cinco estupros diários, segundo dados da SDS. E nós sabemos que esse número é muito maior porque muitas queixas não são registradas”, comentou.
Para a deputada, o Governo do Estado tem se eximido das obrigações e negligenciado a criminalidade.
A parlamentar citou ainda que medidas de urgência poderiam ser tomadas, mas não há uma ação efetiva por parte do Executivo.
“O povo está cansado de tantos números negativos, de tanto abandono. São falhas bisonhas, que indicam muito mais incompetência que insuficiência técnica. O que queremos ouvir e sentir de fato, é que a prioridade deste governo é a vida da população e o respeito aos seus servidores civis e militares”, finalizou a deputada.
Assessoria de Imprensa | Foto Divulgação

Roberta Arraes defende ações voltada para pessoas como Síndrome de Down

A inclusão de pessoas com síndrome de Down por meio de políticas públicas foi defendida pela deputada Roberta Arraes (PSB), no Pequeno Expediente da Reunião Plenária desta segunda (20). A parlamentar destacou as ações governamentais para qualificação e inserção profissional de pessoas com necessidades especiais, e registrou a realização de eventos, no último fim de semana, para lembrar o Dia Internacional da Síndrome de Down, que acontece nesta terça (21).

“Embora tenhamos avançado na promoção da educação e do trabalho voltado às pessoas com a síndrome, o desconhecimento e o preconceito ainda são barreiras a serem superadas”, declarou. Entre as iniciativas do Governo do Estado voltadas para pessoas com necessidades especiais, a parlamentar registrou a realização de cursos de qualificação profissional e a inserção em órgãos governamentais e na iniciativa privada.

“É importante difundir que a síndrome de Down não é uma doença. Essas pessoas podem ser o que elas quiserem”, observou a deputada. Roberta Arraes também elogiou o  “piquenique inclusivo”, no Parque da Jaqueira, no último domingo (19). “Foi lindo presenciar o carinho, a simplicidade e as potencialidades desses jovens”, relatou.

Assessoria de Imprensa | Foto – Divulgação