Kaio Maniçoba agradece ao ministro Mendonça Filho por ordem de serviço no IF Sertão de Floresta

Mesmo estando licenciado do mandato de deputado federal para atuar como secretário de Habitação de Pernambuco, Kaio Maniçoba não está distante das necessidades do povo do Sertão. Em tempo, aproveita para agradecer ao ministro da Educação, Mendonça Filho, que nesta sexta-feira (21) deu ordem de serviço para a construção da quadra poliesportiva do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão/PE) do Campus Floresta.

“É muito importante saber que podemos contar com um Ministro que tem um olhar diferenciado para a interiorização da educação. Sei que o sertanejo só tem a ganhar com os investimentos que Mendonça tem feito nesta área”, enfatizou.

Maniçoba ressaltou também que a diretora do IF Sertão/PE, Vera Filha é uma peça importante para esta conquista, uma vez que sempre lutou e somou esforços para que essa obra saísse do papel.

Não queríamos estar em greve, diz o Sindicato dos Servidores Municipais de Araripina

Em março solicitamos um prazo para PMA, que nos respondeu com um ofício que dizia que pagava 20% de novembro, sem negociar como determinação. Após, nada dos 80% de novembro, 0% de dezembro e NADA de reajuste.

Nos meses de abril, maio até dia 20/06, estávamos em estado de greve com dois dias de paralisação. Na expectativa da entrega de documentações que comprovassem os gastos facilitando assim a tão esperada negociação.

Em junho 19/06, depois da mobilização a gestão inicia a negociação, uma reunião a qual esperávamos ter resultados práticos. Aguardamos por mais um período de quase 01 mês, cansada a categoria no dia 20/06, delibera greve a ser iniciada no dia 17/07, caso não evoluísse a negociação.

A PMA foi oficializada da decisão da assembleia, mesmo sabendo da possibilidade de GREVE não retoma a negociação e não apresenta documentações que contribuem no entendimento dos gastos.

Chegamos em 21/07, é a negociação não é retomada. Contudo, a nossa luta permanece a espera do chamado: PREFEITURA NEGOCIA.

“AQUELE QUE NÃO LUTA PELO FUTURO QUE QUER, DEVE ACEITAR O QUE VIER.”

 

Com alta de imposto, litro da gasolina já chega a R$ 4,39 em SP

São Paulo – O aumento da alíquota do PIS/Cofins sobre os combustíveis já começa a chegar às bombas de São Paulo. A reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo” percorreu postos de todas as regiões da capital paulista na manhã desta sexta-feira, 21, e constatou, no preço da gasolina, aumento de R$ 0,30 a R$ 0,40.

Somente os postos que não haviam recebido novo combustível ainda não repassaram o reajuste aos consumidores.

Motoristas que abasteciam o carro classificaram o aumento como abusivo. “É um absurdo. No lugar de ajudar, apenas atrapalha”, disse o coordenador de operações Érick Lopes.

“Moro em Mauá e trabalho na região da Paulista. Não posso trabalhar de carro, porque gastaria muito com combustível.”

Nos Jardins, na Rua Peru, 203, o frentista Henrique Soares explicou que o combustível chegou mais caro, na quinta-feira, ao posto. “Tivemos que reajustar o preço de R$ 3,99 para R$ 4,39, nesta sexta-feira.

A gasolina power, porém, ainda custa R$ 4,99. Foi mantido o valor, pelo menos por enquanto. Se aumentar mais, ninguém abastece. Com certeza, os consumidores vão reclamar”, acrescentou Soares.

Na Rua Conselheiro Carrão, 501, na Bela Vista, centro da cidade, o cliente também já paga o valor da gasolina com reajuste. “Enchemos o tanque na quinta-feira, e o preço ao consumidor já passou de R$ 3,09 para R$ 3,39”, reforçou o frentista do estabelecimento.

Em um posto na Rua Estados Unidos com a Rua Bela Cintra, o preço da gasolina ficou mantido em R$ 3,99. “Já é mais caro na região. Se aumentar, ninguém mais abastece aqui. Tirando os carros de luxo, os motoristas abastecem apenas R$ 50”, salientou o frentista Joab Silva.

No posto de combustível localizado na Rua São Felipe, 271, no Tatuapé, na zona leste, também não houve reajuste por ora. “Ainda estamos com o tanque cheio da última compra, por isso não repassamos ao consumidor. O valor permanece em R$ 3,09”, disse o frentista Michel.

Impacto

O motorista Ricardo Ferreira está preocupado com a elevação. Ele acredita que outros setores serão prejudicados, assim como os consumidores.

“Agora é a gasolina, depois os produtos, porque o frete sofrerá reajuste e o aumento será repassado para as mercadorias. Isso vai gerar impacto também na inflação. Com o aumento, quem roda pouco pela cidade é melhor optar pelo etanol”, avalia Ferreira.

Na zona norte, no início da tarde desta sexta-feira, o posto de combustível estava avaliando se iria aumentar o valor do litro de R$ 2,99 para R$ 3,30 ou para R$ 3,40.

“Estamos analisando o impacto do reajuste e quanto será repassado aos clientes. Os motoristas estão procurando postos que ainda não reajustaram os valores”, destacou a frentista Jéssica.

Socorro Pimentel visita Orocó e destina emenda de 150 mil para reforma do hospital

Nessa quinta-feira (20), a deputada Socorro Pimentel esteve em Orocó, visitando o Hospital Municipal Eulina de Novaes Bione ao lado do prefeito George Geber e da primeira-dama Suelane Armando, do ex-prefeito Dédi, do vereador Patrício, do secretário de Saúde do município, Nelson Eduardo, da secretária de Educação, Aparecida Alves e demais lideranças politicas do município.

Durante a visita, ela acompanhou de perto o funcionamento do hospital e ouviu da diretora, Ana Maria de Araújo, as principais dificuldades enfrentadas no dia a dia da unidade, que com apenas 13 leitos, realiza cerca de 1000 atendimentos por mês, incluindo partos.

“Enquanto deputada estadual, reafirmei meu compromisso com a população de Orocó destinando uma emenda parlamentar no valor de R$ 150 mil para a reforma do hospital do município, que em breve poderá prestar um atendimento de melhor qualidade aos que precisam desse importante equipamento”, disse.

Segundo a deputada quando o assunto é a assistência materno-infantil, ela faz questão de frisar que as gestantes precisam ser mais bem acolhidas no período pré e pós parto. O conforto no momento do parto é essencial. – “Nossas mulheres precisam ter acesso a equipamentos adequados em todas as unidades de saúde do nosso estado. Meu maior desafio é contribuir para a mudança da realidade que vivemos. Irei trabalhar e ajudar a transformar essa assistência precária que dispomos, para que fique num passado distante. Vamos acreditar num futuro melhor, mais promissor, onde a política de saúde pública será pensada e planejada para que todos, sem exceção, tenham um atendimento digno e humanizado”, disse.

Temer diz que queixa da indústria a aumento de tributo é natural

Um dia depois de anunciar aumento de PIS/Cofins sobre combustíveis e de afirmar que a população compreenderia a elevação da carga tributária, o presidente Michel Temer disse que entende a reação negativa das indústrias e que “aos poucos todos compreenderão, a Fiesp inclusive”.

“É natural (haver) essas relativas incompreensões. A Fiesp sempre fez uma campanha muito adequada contra o tributo”, destacou, em rápida entrevista após a foto oficial da 50ª Cúpula do Mercosul, evento que ocorre em Mendoza, na Argentina.

Nesta sexta, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) voltou a expor o pato amarelo inflável, um dos principais símbolos de manifestações pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT), em sua sede em São Paulo, na Avenida Paulista. Na véspera, o presidente da entidade, Paulo Skaf, se disse “indignado” com a medida. Para ele, a elevação de tributos deve agravar a crise num momento em que a economia dá sinais de recuperação.

Temer rechaçou a possibilidade de a postura da classe empresarial ter alguma reação política, afetando a sua base de apoio. “Nenhuma, é natural reação econômica, ninguém quer tributo, mas quando todos compreenderem que é fundamental para incentivar o crescimento, manter a meta fiscal, para dar estabilidade ao país e para não enganar, não produzir nenhum ato governativo que seja enganoso ou fantasioso, para o povo, esta matéria logo será superada”, disse.

Questionado se a elevação de PIS/Cofins seria suficiente para manter o ajuste ou se o governo pode anunciar mais elevação da carga tributária, Temer afirmou que “não há previsão” de novos aumentos de impostos. “Por enquanto, estamos atentos, a equipe econômica está atenta a isso apenas para esse aumento. Não sei se haverá necessidade ou não, mas naturalmente haverá diálogo e observações sobre isso”, afirmou.

Temer voltou a dizer que quando assumiu o governo havia a expectativa da recriação da CPMF e ele conseguiu não reeditar o tributo. “Vocês se recordam quando eu cheguei, nós estávamos com o signo da CPMF, todos achavam que nós iríamos restabelecer a CPMF, não o fizemos durante mais de catorze, quinze meses”, afirmou. “E agora, exata e precisamente para manter o crescimento, para incentivar o crescimento, para manter a meta fiscal, foi indispensável que fizéssemos o aumento relativamente a PIS/Cofins apenas ao combustível”, completou.

O presidente salientou que o aumento anunciado nesta quinta-feira não é geral, atinge apenas o setor de combustível. “A CPMF seria algo que apanharia todos os depositantes de bancos, e eu compreendo a reação da Fiesp, reação mais do que razoável”, reforçou.

Apenas 50 dos 800 professores da rede municipal de ensino aderiram a greve, diz prefeitura em Nota

Com baixa adesão, a paralisação convocada pelo SIMA tem perdido força. Os professores da rede municipal de Araripina entendem que os salários estão em dias e que a prefeitura tem feito esforços para manter a pontualidade dos pagamentos e também pagar as dívidas deixadas pela gestão do ex-prefeito Alexandre Arraes.

Atualmente são quase 800 professores da rede pública municipal e pouco menos de 50 aderiram à paralisação feita pelo sindicato. A ampla maioria dos professores e servidores da educação estão executando normalmente suas atividades e as escolas estão em pleno funcionamento.

A secretária de Educação, Possídia Carvalho afirmou que os pais podem enviar seus filhos para as escolas com tranquilidade. “Tudo está funcionando normalmente: transporte escolar, merenda e professores nas salas de aula. Os professores que optaram aderir a paralisação estão sendo temporariamente substituídos para que os alunos não sejam prejudicados”, afirmou.

 

Mais um partido entra em campo para tentar levar Bolsonaro

Candidato a presidente Jair Bolsonaro, hoje no PSC do Rio, está flertando com o nanico PEN. Ele marcou uma conversa com o comando do partido para a semana que vem.

Trata-se de mais uma legenda a entrar na briga para levar Bolsonaro, que já recebeu sondagens de PSDCPR e PRB.

Em pesquisa de intenção de voto para as eleições de 2018, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) empata tecnicamente com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

É o que mostra a sondagem do DataPoder 360 realizada nos dias 9 e 10 de julho, dois dias antes de o juiz Sergio Moro ter condenado o ex-presidente a 9 anos e seis meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do tríplex do Guarujá.

Em um cenário com o governador de São Paulo, como candidato do PSDB, Bolsonaro, que cresceu 7 pontos percentuais em relação a junho, aparece com 21% das intenções de voto contra 26% de Lula. Já o tucano tem 10% das intenções. A candidata da Rede, Marina Silva, pontua 6%. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

No segundo cenário analisado, com o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), Lula apresenta uma queda de 27% para 23%. Bolsonaro, por sua vez, cresce de 15% para 21% – Doria e Marina Silva aparecem com 13% e 12%, respectivamente.

Povo paga compra de deputados com imposto

Do BR 247

O escritor Paulo Coelho, brasileiro mais lido no mundo, disparou uma dura crítica ao varejo praticado por Michel Temer no Congresso, onde comprou, literalmente, o apoio de deputados, ao mesmo tempo em que aumentou o imposto de combustíveis para a população.

“Semana passada, Temer gastou uma fortuna em acordos com deputados que votariam contra sua cassação. Quem paga é o povo, claro”, postou Paulo Coelho em seu Twitter.

Na Câmara, a fim de fazer com que fosse barrada sua denúncia por corrupção, Temer liberou R$ 15 bilhões em emendas parlamentares para que os deputados da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) votassem ao seu favor.

Com o gesto, o Planalto reverteu o resultado da votação no colegiado e fez com que o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), que recomendava dar prosseguimento à denúncia da Procuradoria Geral da República, fosse rejeitado.

Nesta quinta-feira 20, Temer mais que dobrou os impostos incidentes sobre os combustíveis e ainda disse que a população compreenderia sua decisão: “este é um governo que não mente, que não dá dados falsos”.

Pajeú de Araripina está fazendo um investimento de 7 milhões de reais na economia local

O Pajeú de Araripina emprega, hoje, cerca de 93 pessoas do nosso município. Mais 80 empregos estão sendo gerados nas obras de ampliação do estabelecimento, com conclusão prevista para o próximo mês, num investimento de aproximadamente 7 milhões de reais.

Esses dados são da prefeitura municipal de Araripina, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

O prefeito do Município Raimundo Pimentel, acompanhado do Presidente da Câmara Evilásio Mateus e do Secretário de Desenvolvimento Econômico Hermes Alves, fizeram uma visita no Pajeú, onde foram recebidos pelo empresário Antônio Caiçara.

Para o prefeito o Pajeú é uma rede de alta qualidade e importância para a economia da cidade de Araripina.

“Com a nossa economia retomando o crescimento, é importante a chegada de novas empresas na cidade. O Alto da Boa Vista passará por uma grande transformação na mobilidade, beneficiando, sobretudo, o comércio do maior bairro do nosso município”, disse.

 

Pauta: Araripina será representada em Festival de Inverno de Garanhuns 2017

A convite do Donas, grupo de rap feminino criado em 2004, Tony Aldair participará do renomado Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), no próximo domingo (23). A proposta é que o poeta leve sua sensibilidade artística para falar da luta feminista e de raça através dos seus versos intensos e impactantes para abrir o show das MC’s MJ e Fabidonas no palco Domingos, espaço das principais apresentações do FIG.

Desde de 2004, hoje considerado como um dos expoentes do rap pernambucano, o grupo musical Donas traz em sua trajetória letras que falam de amor próprio, autoestima e o empoderamento feminino, firmando a liberdade do corpo e do pensamento da mulher nordestina. Ao longo dos anos houve um amadurecimento das letras e maior domínio sobre as críticas sociais com as quais se abraçam desde o início da carreira, por este motivo o Donas planeja a gravação do CD com músicas inéditas intitulado Vivona, nome do projeto que marca nova fase da dupla.

Diante a qualidade artística, o Donas vai dividir o palco do FIG 2017 com artistas de peso na cena cultural brasileira. Entre eles estão o rapper pernambucano Zé Brown; a banda baiana IFÀ que apresenta um repertório inspirado na diversidade musical de matriz africana e sua presença no cenário contemporâneo; e o cantor e compositor Zeca Pagodinho.

Gabriel Ramos / Assessoria de Imprensa do Donas