Asilo separa casal juntos há 73 anos e gera revolta

Após mais de sete décadas de casados, Herbert e Audrey Goodine, de 91 e 89 anos, foram “condenados” a viver separados mesmo sem nunca terem dormido longe um do outro. Vivendo em um asilo na província de New Brunswick, no Canadá, eles foram separados depois da necessidade de cuidados especiais de Herbert aumentar, fazendo com que ele não fosse mais apto a morar ali. A família se queixou de ter sido avisada repentinamente da situação, um dia antes da mudança ser feita. “O que mais me chamou a atenção foi de que eles tinham condições de cuidar dos meus pais por alguns dias para que conseguissem passar o Natal juntos, mas ninguém nos deu tempo nenhum para organizar nada”, comentou a filha do casal, Dianne Goodine, em publicação no Facebook.

“Liguei para meus pais e ouvi minha mãe chorando, podia também ouvir meu pai no fundo da ligação. Minha mãe comentou ‘O Natal está acabado para nós, esse é o pior natal de todos os tempos’”, narrou Dianne. Em pouco tempo, a publicação alcançou mais de 17 mil compartilhamentos nas redes sociais. A mulher continuou publicando updates sobre a situação da família no Facebook em outra série de fotos. “Conversando sobre dormir em uma cama de casal quando eles finalmente se reencontrarem. Minha mãe disse que ia tentar não ficar com ciúmes das mulheres do novo asilo. Temos esperança de que ele vá voltar logo”, disse em uma foto da despedida dos dois. Também pelo Facebook, um representante do asilo se pronunciou. Ele afirmou que o local não tinha condições de abrigar o idoso e que as regras precisavam ser seguidas. “Não seguir as regras é contra a lei, eu poderia perder minha licença se não fizesse isso. A decisão foi tomada e está fora das minhas mãos”, disse.

 

Deixe uma resposta