‘Vazamentos seletivos criam ambiente propício ao golpe’, diz Dilma

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
A presidenta Dilma
Rousseff criticou hoje (7) o que classifica de “vazamentos seletivos” de
informações. Para a presidenta, esse tipo de vazamento tem “o objetivo de criar
ambiente propício ao golpe”.
“A Constituição que
garante a privacidade e a legislação vigente proíbem vazamentos que hoje na
verdade constituem vazamentos premeditados, direcionados com claro objetivo de
criar ambiente propício ao golpe. Vazar porque não é necessário provar. Basta
noticiar, basta acusar. Basta usar de testemunhos falsos. Nada disso é problema
porque sempre se aposta na impunidade”, afirmou a presidenta, ao discursar em
evento no Palácio do Planalto.

Dilma discursou para uma
plateia formada por mulheres representantes de movimentos sociais e sindicais,
como as Marchas das Margaridas, Mundial das Mulheres e das Mulheres Negras e a
Central Única dos Trabalhadores (CUT), que foram ao Palácio do Planalto para
apoiar seu mandato contra o pedido de impeachment em tramitação na Câmara dos
Deputados. Da ABr leia mais>>>