‘Todos os fatos devem ser investigados’, diz Paulo Câmara sobre planilha da Odebrecht

Com informações do JC
Online
Em evento realizado na
tarde desta quarta-feira (23) no Palácio do Campo das Princesas, o governador
de Pernambuco, Paulo Câmara, declarou que tinha informações superficiais sobre
a planilha da Odebrecht e defendeu o aprofundamento das investigações.
“Vi superficialmente
informações a partir de blogs, mas não tenho informações mais aprofundadas
sobre o tema. É como sempre venho dizendo e isso vale para todos: todos os
fatos que aparecerem devem ser investigados e é preciso dar o devido
contraditório às pessoas que são citadas para que a gente possa realmente enfrentar
essas denúncias e tratar de resolver. O Brasil hoje está precisando de
resolução, de transparência. É um fato novo. Os atores que participam (da
lista) vão ter a oportunidade de se pronunciar para que haja o devido
esclarecimento”, destacou.
Na lista da Odebrecht, que
veio a público nesta terça, 16 políticos de Pernambuco são citados, inclusive o
ex-governador Eduardo Campos, que morreu em um acidente aéreo em agosto de
2014.

Afilhado político de
Eduardo, Paulo Câmara defendeu o antigo aliado. “Vamos aguardar e olhar o que é
exatamente isso. Tenho muita segurança em relação à condução que Eduardo teve
como governador de Pernambuco e como presidente nacional do PSB durante anos.
Sempre foi uma pessoa muito responsável, zelosa, cuidadosa e evidentemente a
gente vai procurar, da melhor maneira possível, levantar tudo o que está
aparecendo e defender Eduardo. Nós acreditamos na sua forma de conduzir”,
declarou.