Filho de Pelé é preso por envolvimento com tráfico

O ex-goleiro e filho de
Pelé, Edson Cholbi do Nascimento, conhecido como Edinho, foi preso na manhã
desta terça-feira, em Santos, por envolvimento com uma quadrilha de tráfico de
drogas. Em 1º de junho, Edinho foi condenado a cumprir 33 anos e quatro meses
de reclusão, mas respondia à acusação em liberdade. De acordo com a Delegacia
de Investigaçõe Gerais de Santos, ele foi detido em casa após receber um
mandado de prisão e não ofereceu resistência. Ele foi transferido ao 5º DP de
Santos, no bairro do Bom Retiro.
A pena de Edinho é a
mesma de outros quatro acusados de estarem envolvidos no esquema: Ronaldo
Duarte Barsotti de Freitas (“Naldinho”), Clóvis Ribeiro
(“Nai”), Maurício Louzada Ghelardi (“Soldado”), e Nicolau
Aun Júnior (“Veio”). A decisão foi tomada pela juíza Suzana Pereira
da Silva, auxiliar da 1ª Vara Criminal de Praia Grande. De acordo com ela,
Edinho fazia uma ponte entre os braços armado e financeiro da facção, que teria
conexões com o Comando Vermelho, do Rio de Janeiro, abastecendo a capital
fluminense. Ghelardi era o responsável em ocultar bens, Aun Júnior cuidava da
parte financeira, Barsotti de Freitas era o líder da quadrilha e Ribeiro o
número 2 na hierarquia.

As investigações do
caso começaram em 2005, com a Operação Indra, organizada pelo Departamento de
Investigações sobre Narcóticos (Denarc). Edinho, de 45 anos, foi goleiro do
Santos em duas passagens na década de 1990. 
(Veja)