Evandro Alencar é eleito por unanimidade Coordenador do Colégio de Presidentes dos CREAS do Nordeste

Em Brasília, onde
participa do 5º Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea e
Mútua, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de
Pernambuco (Crea-PE), foi eleito, por aclamação, para exercer, durante o
exercício de 2016, a função de coordenador do Colégio de Presidentes dos Creas
do Nordeste. Formando chapa com o presidente pernambucano, também foi eleito
coordenador Adjunto, o presidente do Crea-AL, Fernando Dacal.
Comprometido com os
interesses dos profissionais que representa, com o fortalecimento das
profissões que compõem o Sistema Confea/Crea e Mútua, e com o inabalável
interesse de contribuir com tudo e com todos que compõem o Sistema, Evandro
Alencar sempre participou ativamente das discussões em nível regional e nacional.
Com pouco mais de um ano de mandato, foi autor de diversas propostas que,
acatadas pelo Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua, foram
implementadas com o objetivo de contribuir com a melhoria da prestação dos
serviços de Engenharia, com uma maior valorização dos profissionais das áreas
tecnológicas e, sobretudo, com o bem estar da sociedade.
Uma das propostas mais
importantes do presidente Evandro Alencar foi a criação de uma linha de
crédito, oferecida pela Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea (Mútua),
que viabiliza empréstimo, a juros baixíssimos, para os profissionais que
desenvolverem projetos para utilização de energias renováveis, a exemplo da
fotovoltaica e da eólica.
Engenheiro Civil, formado
pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), em 1989, Evandro Alencar é
natural do município de Araripina, localizado no Sertão pernambucano. Contudo,
mesmo distante da capital e, portanto, das ações mais significativas para a
Engenharia pernambucana, não se acomodou.
Engajado na profissão e no
potencial produtivo e econômico da sua cidade, se destacou como profissional e
abriu a sua própria construtora.
Em 2009, foi convidado
pelo seu antecessor na presidência do Conselho, para exercer o cargo de
inspetor Coordenador da Regional do Crea-PE na Inspetoria de Araripina onde
representou o Crea-PE até o final de 2013, quando saiu para assumir a vaga de
conselheiro federal . No grupo de inspetores também atuou fortemente para
viabilizar a interiorização das ações do Crea-PE e, fundou em menos de um ano,
a associação dos profissionais da Região do Araripe, a Assengea. Sua atuação no
grupo resultou no apoio de todos na eleição que concorreu tempos depois.
Outro passo arrojado,
importante e de grande êxito, foi dado quando, concorreu à eleição para ocupar
a suplência de conselheiro federal por Pernambuco. Nessa função, cabe aos
representantes eleitos defender, no plenário do Conselho Federal, os interesses
da categoria.
Há pouco mais de um ano,
Evandro Alencar deu um passo definitivo na sua carreira, se candidatando ao
cargo de presidente do Crea-PE. Como que para dizer que para ele quanto mais
trabalho melhor, o destino o fez participar da primeira eleição para Presidência
do Crea-PE onde havia, além dele, mais cinco postulantes. Detalhe, era a
primeira vez que um candidato do interior participava da disputa.
Novamente com garra,
determinação e um incansável trabalho, Evandro Alencar se elegeu, em 2014, como
o primeiro presidente interiorano do Crea-PE, onde tem realizado uma gestão que
vem somando importantes ações como a criação do Crea Móvel, a realização das
plenárias itinerantes, a criação do Comitê Tecnológico Permanente (CTP), a
implantação do Crea Júnior, dentre muitas outras que vêm contribuindo para que
o Crea seja, novamente, reconhecido pelo seu importante papel para a sociedade
e retome o lugar que é seu por direito, nos fóruns que debatem questões
atinentes à Engenharia, à Agronomia , à Geologia, à Meteorologia e profissões
afins.
Na oportunidade, Evandro
Alencar agradeceu a confiança dos colegas presidentes quando da escolha do seu
nome e reiterou seu compromisso na defesa do Sistema, dos profissionais e da
sociedade, dentro das atribuições que cabem ao Sistema Confea/Crea e Mútua

Ascom