‘Este país vai crescer e vai gerar emprego’, diz Dilma em discurso

(G1)
A presidente Dilma
Rousseff afirmou nesta sexta-feira (19), ao participar de evento em Petrolina
(PE), que o Brasil vai voltar a registrar crescimento econômico e vai gerar
emprego. Dilma entregou unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha
Vida na cidade.
Nesta semana, o Boletim
Focus, divulgado pelo Banco Central, mostrou que os economistas do mercado
financeiro esperam que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), índice
oficial da inflação, fique em 7,61% neste ano e o Produto Interno Bruto (PIB),
tenha retração de 3,33%.
Além disso, informou o
IBGE, o nível de desemprego no país ficou em 9% ao fim do trimestre encerrado
em novembro do ano passado.
“Nós, hoje,
enfrentamos dificuldades no nosso país. Agora, quero dizer que nós, juntos,
vamos superar essas dificuldades. Este país vai crescer, este país vai gerar
empregos e este país vai continuar fazendo programas como este, o Minha Casa,
Minha Vida”, disse a presidente.
Dilma deu a declaração ao
relacionar o atual cenário de crise econômica com o combate em todo o país no
enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da zika
(associado aos casos de microcefalia), da dengue e da febre chikungunya:
“O mosquito não pode derrotar 204 milhões de pessoas. Somos muito mais
fortes. Aliás, isso serve de exemplo, de símbolo para nós.”
Ao citar o combate ao
Aedes, Dilma afirmou que o governo federal destinará “todos os
recursos” para desenvolver a vacina contra o vírus da zika. Desde o mês
passado o ministro da Saúde, Marcelo Castro, tem dito que em um ano a vacina
estará pronta para testes e, em três, disponível para distribuição para a
população.

Para esta sexta, está
prevista a nova fase nacional de mobilização contra o Aedes aegypti. A
presidente Dilma participará de ato em Juazeiro (BA) e pelo menos 27 dos 31
ministros também viajarão pelo país. O foco das ações é a visita a escolas.