Delator afirma que o PT pediu R$ 30 milhões para quitar dívida de Haddad

O ex-tesoureiro do PT João
Vaccari Neto pediu à Andrade Gutierrez o pagamento de uma dívida de 30 milhões
de reais da campanha do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT). O valor
teria sido cobrado também de mais cinco construtoras, revelou Flávio Gomes
Machado Filho, ex-diretor da empreiteira, em delação premiada na Operação Lava
Jato. “Em 2013, o PT, por meio de João Vaccari Neto, tesoureiro do
partido, solicitou à Andrade Gutierrez o pagamento de uma dívida do partido
referente à campanha de Haddad à Prefeitura de São Paulo”, afirmou Machado
Filho, em depoimento no dia 25 de fevereiro, na Procuradoria-Geral da República
(PGR), em Brasília.

“A dívida era de 30
milhões de reais. Também houve a solicitação do pagamento a outras cinco
empresas, de modo que ficariam 5 milhões de reais para pagamento pela Andrade
Gutierrez.” Vaccari está preso. Dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa –
primeiro grande empreiteiro a fazer delação premiada – já confessara, no ano passado,
que chegou a pagar uma despesa de 2,4 milhões de reais da campanha do petista. Veja.com