Com Marina na vice, Eduardo ultrapassa Aécio

                                 

O PSB encomendou uma pesquisa que mostra que quando o eleitor toma conhecimento da composição de Marina Silva na chapa socialista, Eduardo Campos sobe de 12% para 18% nas intenções de votos. Enquanto isso, Dilma cai dois pontos percentuais ao lado de Michel Temer, variando de 43% para 41%. Aécio Neves, ao ser apresentado com José Serra de vice (cenário improvável, mas o melhor possível para o PSDB) cresce um ponto, saindo de 16% para 17%.
Os dados dessa pesquisa batem com o último trabalho do Datafolha, quando colocados os vices casados aos presidenciáveis. Esses levantamentos são animadores para o governador de Pernambuco, uma vez que sua potencial candidata a vice, Marina Silva, tem o peso político de candidata a Presidente, além de um lastro de 20 milhões de votos, obtidos na última eleição, em 2010, quando tentou chegar ao Palácio do Planalto.
Os números – além das análises do atual cenário político e econômico – mostram que as eleições de 2014 devem mesmo ser decididas no segundo turno. O PT nunca venceu, nem no seu melhor momento, uma eleição Presidencial no primeiro turno. E no próximo ano será ainda mais complicado para os petistas lograrem esse feito, visto que teremos três agentes políticos muito qualificados para tentar bater o PT: a frente integrada por Eduardo Campos (PSB) e Marina Silva (Rede), além do tucano Aécio Neves. Vamos esperar para ver como mais esse capítulo da história político-eleitoral do Brasil vai se desdobrar.