Araripina – Novenário de Nossa Senhora das Dores é encerrado com uma bonita procissão

Sobe as bênçãos do Bispo Dom Magnos e do Padre Fábio Junior, pároco da Igreja de Nossa Senhora das Dores, no bairro Alto da Boa Vista, uma multidão de pessoas acompanharam a procissão encerrando os 10 dias festivos que viveu a comunidade.

Pregando a cruz como símbolo de renascimento e vida, o Bispo Dom Magnos lembrou aos fieis sobre tudo o que Maria passou com a dor de perder o seu amado filho, ao mesmo tempo em que se transformou em mãe das dores, mãe de todos nós. – Ô Maria, nossa mãe. Mãe de todos nós, Maria que tanto sofreu, chorando ao ver o seu filho pregado numa cruz. Para muitos, essa cruz pode ser vista como símbolo de morte, más, temos que vê-la como símbolo de renascimento e de vida, pois foi na cruz que Jesus morreu para salvar todos os nossos pecados, demonstrando todo o amor dele por nós”, Disse o Bispo.

Dom Magnos ainda defendeu que precisamos ter mais consciência, principalmente nesse ano de 2018, onde vivenciamos um ano de eleições para definir aquele que vai administrar a nação brasileira.

O padre Fábio Junior agradeceu a todos pelo empenho, dedicação e força de vontade para que a festa acontecesse e se transformasse grande, diante dos olhos de Deus. A emoção do padre foi tanta, que ele não conseguiu conter as lágrimas de tanta alegria ao perceber o carinho que a comunidade tem por ele.

A estimativa é de que a festa tenha reunido cerca de 35 a 40 mil pessoas durante os dez dias de festas.

Nas redes sociais, o acompanhamento pela pagina da paróquia tinha uma média de 5 a 6 mil pessoas alcançadas por noite.

Araripina em Foco/Redação Noticias/Foto: Reprodução

 Acompanhe aqui as transmissões ao vivo

Conheça um pouco de Nossa Senhora das Dores

Nossa Senhora das Dores ou Mater Dolorosa (Mãe Dolorosa) é um dos vários títulos que a Virgem Maria recebeu ao longo da história. Este título em particular refere-se às sete dores que Nossa Senhora sofreu ao longo de sua vida terrestre, principalmente nos momentos da Paixão de Cristo.

O culto

O culto a Nossa Senhora das Dores iniciou-se no ano 1221 no Mosteiro de Schönau, na então Germânia, hoje, Alemanha. A festa de Nossa Senhora das Dores como hoje a conhecemos, celebrada em 15 de setembro, teve início em Florença, na Itália, no ano de 1239 através da Ordem dos Servos de Maria, uma ordem profundamente mariana.