Bráulio Bessa prova, em Araripina, que a palestra é arretada

Araripina.city
Na noite de ontem, dia 28, Bráulio Bessa quebrou o
paradigma e provou que sua palestra, realmente, não é chata, embora a cabeça
seja um “tiquim”.
O poeta e empreendedor, que também é consultor do
Programa Encontro com Fátima Bernardes chamou atenção do público que se fez
presente, ontem no auditório do Centro Tecnológico, com sua linguagem simples
e, principalmente seu sotaque arrastado, que ele mesmo diz que tem orgulho.
Bráulio não ensinou como montar um negócio, mas sim,
sobre como ele chegou até aqui, se tornando um dos consultores de um programa
da Rede Globo, e “o único que tem um quadro no programa”, acrescentou.
O poeta iniciou sua palestra, valorizando o Nordeste,
com um cordel que tem por mote “Quanto mais sou nordestino, mais me orgulho de
ser”, e contando sua trajetória (sempre mostrando fotos) até aqui, com momentos
engraçados – que só o nordestino provoca – que torna a palestra mais agradável.
O poeta empreendedor mostrou que, de acordo com sua
trajetória, um empreendedor tem que ser atrevido, até porque, de acordo com a
fala do poeta, “matuto é bicho atrevido”, e em tempos de crise, esse
atrevimento tem que ser colocado em prática, pois a vida é feita de sonhos, e
se não se corre atrás de um sonho, não se consegue chegar a lugar nenhum.
Com a história de sua vida, contada na fala de Bráulio
ao mesmo tempo em que mostrava fotos (desde que era criança até os dias atuais,
com atores da rede globo), sem nenhuma vergonha, e com a simplicidade de um
poeta, ele encantou e emocionou o público, mostrando que a humildade deve ser
uma característica positiva de um empreendedor, e acima de tudo, de qualquer
ser humano.
Como era de se esperar, Bráulio finalizou sua palestra
com um poema emocionante, onde ele faz uma espécie de agradecimento a Deus e
fala de sua luta, de sonhos, de percalços, realização.
Bráulio ainda atendeu os fãs, posando para as fotos, e
agora, quem quiser mais um “bucadim” da poesia desse nordestino arretado, só no
seu quadro “Poesia com rapadura”, no programa da Rede Globo.

Deixe uma resposta